Antônio de Novais Filho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Antônio de Novaes Filho (Cabo de Santo Agostinho, 19 de julho de 1898Recife, 22 de março de 1978) foi um político brasileiro.

Foi ministro da Agricultura no governo Gaspar Dutra, de 27 de abril de 1950 a 31 de janeiro de 1951.

Ligações externaseditar | editar código-fonte

Antônio de Novaes Filho nasceu no Engenho Pimentel, no município do Cabo de Santo Agostinho, Pernambuco, em 19 de julho de 1898. Secretário estadual da Agricultura, na administração do interventor Amaro de Azambuja Vilanova, foi prefeito do Recife de 1937 a 1945, durante a interventoria de Agamenon Magalhães. Durante a sua gestão, remodelou a Cidade, demolindo parte do antigo bairro de Santo Antônio, para a construção da atual Avenida Guararapes e a Ponte Duarte Coelho, entre outras obras, como a Praça do Carmo, a Estrada dos Remédios, o Parque Treze de Maio, o calçamento da avenida Caxangá e a ponte da Caxangá. A modernização do Recife durante sua gestão também foi acompanhada por modificações no plano cultural. A participação do Brasil na Segunda Guerra, levando o Recife a sediar base militar norte-americana, foi evento ocorrido durante sua gestão.

Ao assumir a Prefeitura do Recife, em 1937, nomeou uma comissão para estudar um plano para o desenvolvimento da cidade, e, por sugestão da mesma, no início de 1943, convidou o urbanista João Florence de Ulhôa Cintra, então Diretor de Obras da Prefeitura de São Paulo, para o fim de orientar o estudo de um plano geral de remodelação e expansão, que resultou na proposta do que ainda hoje é o atual sistema viário, baseado em três perimetrais e cinco radiais, sendo uma delas a Agamenom Magalhães. Segundo relatos de especialistas, foi a última vez que o Recife teve um verdadeiro plano urbano.

Já como senador e amigo pessoal do presidente Dutra, foi um importante articulador e defensor da Usina Hidroelétrica de Paulo Afonso, idealizada pelo agrônomo Apolônio Sales, então Ministro da Agricultura, cuja pasta era a responsável pela Chesf. O projeto, após a queda de Getúlio, permaneceu parado durante mais de dois anos. Apenas no terceiro ano do Governo Dutra, em 15 de março de 1948, a Chesf ganhou vida, tendo início o projeto da Usina de Paulo Afonso. No último ano do Governo Dutra, estando o Senador Novaes Filho a frente do Ministério da Agricultura, se deu o início das obras da barragem e da casa de máquinas

No Senado, foi membro das Comissões de Relações Exteriores, Agricultura, Finanças e Transportes

Novaes Filho foi um dos fundadores do Partido Social Democrático (PSD), em Pernambuco, foi constituinte em 1946; senador de 1946 a 1950; ministro da Agricultura, no final do Governo Dutra (1950-1951) e, mais uma vez, senador por Pernambuco, de 1951 a 1963. Morreu no Recife, no dia 22 de março de 1978


Precedido por
João Pereira Borges
Prefeito de Recife
19371945
Sucedido por
José dos Anjos
Precedido por
Daniel Serapião de Carvalho
Ministro da Agricultura do Brasil
19501951
Sucedido por
João Cleofas de Oliveira


Bibliografiaeditar | editar código-fonte

FELDHUES, Paulo Raphael. O Triunfo da Moral Burguesa no Recife. Recife: FUNDAJ; Massangana, 2013.

Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.







Creative Commons License