Brasil nos Jogos Olímpicos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde abril de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Brasil nos Jogos Olímpicos
Comitê Olímpico Nacional (CON)
Código do COI BRA
Nome Comitê Olímpico Brasileiro
site oficial
Participações nos Jogos Olímpicos
Verão 1920192419281932193619481952195619601964196819721976198019841988199219962000200420082012
Inverno 1992199419982002200620102014
Juventude (v) 20102014
Juventude (i) 2012

O Brasil competiu pela primeira vez nos Jogos Olímpicos em 1920, na Antuérpia, Bélgica.1 Participou de cada edição desde então, com exceção dos jogos de 1928, em Amsterdã, na Holanda. Nos Jogos Olímpicos de Inverno, o Brasil estreou em 1992, em Albertville, na França. As participações do país em Jogos Olímpicos totalizam 30 em sua história, sendo 22 na edição de verão, 6 na edição de inverno, 1 nos Jogos Olímpicos da Juventude de Verão e uma nos Jogos Olímpicos da Juventude de Inverno.

É o primeiro país sul-americano a receber uma edição de Jogos Olímpicos, com a vitória da candidatura do Rio de Janeiro para os Jogos Olímpicos de Verão de 2016.

História nos Jogos Olímpicos de Verãoeditar | editar código-fonte

A primeira participação brasileira em Olimpíadas foi nos Jogos Olímpicos de Verão de 1920, em Antuérpia, Bélgica. A delegação era constítuida por 22 atletas, todos homens, que conquistaram três medalhas no tiro desportivo, uma de ouro, uma de prata e uma de bronze. Os atletas foram enviados pela Confederação Brasileira de Desportos.

Em 1924, a CBD passava por uma crise financeira e só com fundos conseguidos pela Federação Paulista de Atletismo conseguiu enviar sua delegação. Em 1928, a crise das bolsas impediu a remessa de atletas. Em 1932, o Brasil teve sua primeira mulher atleta, Maria Lenk.

Em 1936, foi fundado o Comitê Olímpico Brasileiro. Nos jogos realizados naquele ano, a CBD mandou uma delegação e o COB enviou outra. Antes que o COI proibisse a participação do Brasil, ambas as delegações se fundiram. Desde então, o COB organiza e leva os atletas aos Jogos.

A primeira participação brasileira nos Jogos Olímpicos aconteceu em 1920, na edição realizada em Antuérpia, na Bélgica. Já nessa primeira participação, conquistamos a nossa primeira medalha de ouro com o atleta do tiro esportivo, Guilherme Paraense.

Depois de 1920, o Brasil só voltou a ganhar medalhas em 1948, com um bronze do basquete masculino. Na edição seguinte, 1952, voltou a ganhar um ouro com Adhemar Ferreira da Silva no salto triplo do atletismo. Desde então, o país tem conseguido medalhas em todas as edições.

No total, o Brasil conquistou 108 medalhas na história dos jogos olímpicos, todas nas edições de verão. São 23 de ouro, 30 de prata e 55 de bronze, o que o torna o país sul-americano com o melhor retrospecto na história das Olimpíadas da era moderna e o 4º maior ganhador das Américas atrás apenas dos EUA, Canadá e Cuba, respectivamente. Essa posição foi conquistada nos jogos de Atenas, em 2004, quando ultrapassou a sua arquirrival Argentina, que era a primeira colocada na América do Sul até então. É também um dos raros países a ter um atleta que recebeu a Medalha Pierre de Coubertin: Vanderlei Cordeiro de Lima.

Desde que iniciou seu Histórico olímpico, a delegação brasileira enviou milhares de atletas em suas mais de 2 mil vagas olímpicas até o momento. Em 2016, o Rio de Janeiro sedia os Jogos Olímpicos de Verão de 2016, sendo a primeira cidade da América do Sul a sediar o maior evento do esporte mundial.

História nos Jogos Olímpicos de Invernoeditar | editar código-fonte

Em sua primeira participação em Albertville em 1992, o país levou 6 homens e 1 mulher, todos competindo no esqui alpino. Quatorze anos depois, em Turim 2006, Isabel Clark, praticante de snowboard, alcançou o melhor resultado histórico de participação brasileira (bem como latino-americana) nos Jogos de Inverno, ficando em nono lugar no snowboard em Turim 2006.

A tabela abaixo sintetiza as participações do Brasil nos Jogos de Inverno:

Ano Cidade Atleta Prova Resultado
1992
(Detalhes)
Albertville Evelyn Schuler E.Alpino-Slalom Gigante 40°
Christian Lothar Munder E.Alpino-Slalom Gigante 41°
Sérgio Schuler E.Alpino-Slalom Gigante 64°
Marcelo Apovian E.Alpino-Slalom Gigante 73°
Hans Egger E.Alpino-Slalom Gigante DNF
Flávio Igel E.Alpino-Slalom Gigante DNS
1994
(Detalhes)
Lillehammer Christian Lothar Munder E.Alpino-Super combinado 50°
1998
(Detalhes)
Nagano Marcelo Apovian E.Alpino-Slalom Gigante 37°
2002
(Detalhes)
Salt Lake City Franziska Becskehazy E.Cross country 10 km 59°
Mirella Arnold E.Alpino-Slalom gigante 48°
Alexandre Penna E.Cross country 50 km 59°
Nikolai Hentsch E.Alpino-Slalom gigante DSQ
Renato Mizoguchi Luge 46°
Ricardo Raschini Luge 45°
Brasil Equipe Trenó/4(Bobsleigh) 27°
2006
(Detalhes)
Turim Isabel Clark Snowboard-boardercross
Jaqueline Mourão E.Cross country 10 km 67°
Mirella Arnold E.Alpino-Slalom gigante 43°
Hélio de Freitas E.Cross country 15 km 93°
Nikolai Hentsch E.Alpino-Slalom gigante 30°
Nikolai Hentsch E.Alpino-Downhill 43°
Brasil Equipe Trenó/4(Bobsleigh) 25°
2010
(Detalhes)
Vancouver Maya Harrisson E.Alpino-Slalom DNF
Maya Harrisson E.Alpino-Slalom gigante 48º
Jhonatan Longhi E.Alpino-Slalom DNF
Jhonatan Longhi E.Alpino-Slalom gigante 56º
Jaqueline Mourão E.Cross country 10 km 67º
Leandro Ribela E.Cross country 15 km 90º
Isabel Clark Ribeiro Snowboard cross 19º

Quadro de Medalhaseditar | editar código-fonte

Medalhas por Jogos de Verãoeditar | editar código-fonte

Edição Atletas Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total de medalhas Posição
1920 Antuérpia 21 1 1 1 3

15

1924 Paris 12 0 0 0 0

1928 Amsterdã não competiu
1932 Los Angeles 67 0 0 0 0

1936 Berlim 94 0 0 0 0

1948 Londres 77 0 0 1 1

34

1952 Helsinque 108 1 0 2 3

25

1956 Melbourne 48 1 0 0 1

25

1960 Roma 81 0 0 2 2

40

1964 Tóquio 68 0 0 1 1

39

1968 Cidade do México 84 0 1 2 3

35

1972 Munique 89 0 0 2 2

41

1976 Montreal 93 0 0 2 2

41

1980 Moscou 109 2 0 2 4

18

1984 Los Angeles 151 1 5 2 8

19

1988 Seul 171 1 2 3 6

19

1992 Barcelona 197 2 1 0 3

25

1996 Atlanta 225 3 3 9 15

25

2000 Sydney 205 0 6 6 12

52

2004 Atenas * 247 5 2 3 10

16

2008 Pequim 277 3 4 8 15

23

2012 Londres 259 3 5 9 17

22

2016 Rio de Janeiro
Total 2683 23 30 55 108

36

     País sede

* Na Olimpíada de Atenas, Vanderlei Cordeiro de Lima recebeu a Medalha Pierre de Coubertin, a mais rara e alta honraria concedida pelo Comité Olímpico Internacional. Até então fora concedida apenas 9 vezes.

Medalhas por Modalidade de Verãoeditar | editar código-fonte

Modalidade Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total de medalhas Posição
Vela 6 3 8 17 10
Atletismo 4 3 7 14 35
Vôlei 4 3 2 9 2
Judô 3 3 13 19 8
Vôlei de Praia 2 6 3 11 2
Natação 1 4 8 13 28
Tiro 1 1 1 3 34
Hipismo 1 0 2 3 20
Ginástica 1 0 0 1 28
Futebol 0 5 2 7 14
Basquete 0 1 4 5 9
Boxe 0 1 3 4 47
Taekwondo 0 0 1 1 21
Pentatlo Moderno 0 0 1 1 16
Total 23 30 55 108

Medalhas por Jogos de Invernoeditar | editar código-fonte

Edição Atletas Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total de medalhas Posição
1992 Albertville 7 0 0 0 0
1994 Lillehammer 1 0 0 0 0
1998 Nagano 1 0 0 0 0
2002 Salt Lake City 10 0 0 0 0
2006 Turim 10 0 0 0 0
2010 Vancouver 5 0 0 0 0
2014 Sochi 13 0 0 0 0
Total 34 0 0 0 0

Medalhas por Modalidade de Inverno *editar | editar código-fonte

Modalidade Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total de medalhas Posição
Esqui Alpino 0 0 0 0
Esqui de Fundo 0 0 0 0
Lugre 0 0 0 0
Trenó 0 0 0 0
Snowboard 0 0 0 0
Total 0 0 0 0

* Modalidades em que o Brasil compete até o momento.

Referências

Ver tambémeditar | editar código-fonte








Creative Commons License