Cândido Batista de Oliveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cândido Batista de Oliveira
Nascimento 15 de fevereiro de 1801
Porto Alegre
Morte 26 de maio de 1865 (64 anos)
Faleceu a bordo do vapor francês Pelouse, em águas baianas
Nacionalidade  Brasileiro
Ocupação Engenheiro

Cândido Batista de Oliveira (Porto Alegre, 15 de fevereiro de 1801 — Faleceu a bordo do vapor francês Pelouse, em águas baianas, 26 de maio de 1865) foi um engenheiro, diplomata e político brasileiro.

Filho de Francisco Batista Anjo e de Francisca Cândida de Oliveira, foi destinado à vida eclesiástica, fez seus primeiros estudos na cidade natal, depois, em busca de melhor educação, entrou para o Seminário São José, no Rio de Janeiro.1 Sem vocação para o sacerdócio, foi para Portugal em 1820, bacharelando-se em matemática e filosofia em 1824, na Universidade de Coimbra.1

Terminados os cursos, foi aperfeiçoá-los em Paris, na Escola Politécnica, onde foi discípulo de François Jean Dominique Arago.2 De regresso ao Brasil, em 1827, foi lente da Escola Militar onde seria, mais tarde, catedrático de mecânica racional, aposentando-se em 1847.1

Entrou para o Partido Conservador e foi eleito deputado geral pelo Rio Grande do Sul, em 1830.2 Depois nomeado inspetor geral do Tesouro Nacional.1 Em 1834 deixou o cargo por motivo de saúde, sendo nomeado em 1835 ministro junto à Sardenha.1 Em 1839 foi chamado para ministro da Fazenda e de Estrangeiros.1

Novamente por motivo de saúde, foi nomeado ministro em São Petersburgo e, depois, em 1843, em Viena.3 De volta ao Brasil, retomou o ensino na Escola Militar e, em 1844, foi chamado como ministro da Marinha, onde permaneceu um ano 3 , tendo neste período criado o corpor de fuzileiros navais2 .

Deixou o ministério em 1848 e foi encarregado do levantamento topográfico da fronteira sul do Brasil, terminado em 1849.1 2

Foi conselheiro de Estado, diretor e presidente do Banco do Brasil, diretor do Jardim Botânico 1850, senador do Império de 1849 a 1865, pela província do Ceará.1 2 Foi também sócio de diversas agremiações, entre elas o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro.1

Foi autor de vários trabalhos de literatura, economia e política, entre eles o Systema Financial.1

Referências

  1. a b c d e f g h i j PORTO-ALEGRE, Achylles. Homens Illustres do Rio Grande do Sul. Livraria Selbach, Porto Alegre, 1917.
  2. a b c d e SPALDING, Walter. Construtores do Rio Grande. Livraria Sulina, Porto Alegre, 1969, 3 vol., 840pp.
  3. a b Biografia no sítio do Ministério da Fazenda do Brasil

Ligações externaseditar | editar código-fonte


Precedido por
Maciel Monteiro
Ministro das Relações Exteriores do Brasil
1839
Sucedido por
Caetano Maria Lopes Gama
Precedido por
João Paulo dos Santos Barreto
Ministro da Marinha do Brasil
1847 — 1848
Sucedido por
Manuel Felizardo de Sousa e Melo


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

[Categoria:Diplomatas do Brasil]]








Creative Commons License