Cândido Luís Maria de Oliveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cândido Luís Maria de Oliveira
Nascimento 6 de julho de 1845
Ouro Preto
Morte 23 de agosto de 1918 (73 anos)
Rio de Janeiro
Nacionalidade  Brasileiro
Ocupação Político

Cândido Luís Maria de Oliveira (Ouro Preto, 6 de julho de 1845Rio de Janeiro, 23 de agosto de 1918) foi um político brasileiro.

Foi vereador, deputado provincial, deputado geral, ministro da Guerra, ministro da Fazenda interino e senador do Império do Brasil de 1887 a 1889. Foi autor de diversas obras jurídicas e integrou a Comissão Organizadora dos Códigos Civil e Criminal, além de ter participado da Comissão Internacional de Jurisconsultos.

Biografiaeditar | editar código-fonte

Obteve o bacharelado em Direito, aos 20 anos de idade, na Faculdade do Largo de São Francisco, em São Paulo, onde se destacou como orador e líder estudantil. Ainda na faculdade, editou o jornal "7 de Setembro", colaborando com artigos, poemas e monografias.

Em Minas Gerais, foi nomeado procurador fiscal interino, procurador público da comarca e exerceu a função de juiz municipal.

Em 1871, elegeu-se vereador e vice-presidente da Câmara Municipal. Também se elegeu deputado provincial por quatorze vezes, e deputado geral nas legislaturas de 1878 e 1886.

Em 1886 foi nomeado senador vitalício, cargo em que urgenciou a tramitação do projeto da lei abolicionista, apresentando-o, sob forma de lei, à regente Princesa Isabel, em 13 de Maio de 1888.

Integrou o Governo Imperial como ministro e secretário dos Negócios da Guerra e, posteriormente, da Justiça.

Em 1889, quando da Proclamação da República no Brasil, foi deposto, detido e exilado, retornando ao Rio de Janeiro apenas em 1891, quando abriu banca de advogado.

A partir de 1896, atuou na imprensa em oposição ao governo federal, vindo a se refugiar na clandestinidade.

Em 1900, ministrou aulas como professor catedrático de Legislação Comparada na Faculdade Livre de Direito do Rio de Janeiro, onde, paralelamente, se doutorou, em 1901.

Foi eleito, em 1913 diretor interino da faculdade, cumprindo os biênios de 1915, 1917 e 1919, vindo a falecer antes do fim de seu último mandato.

Intelectual e bibliófilo, deixou vasta biblioteca particular, abrigada em diversas casas para esse fim alugadas pelo conselheiro. Após a sua morte, essa biblioteca foi dispersa e vendida em alfarrábios da cidade do Rio de Janeiro. É o patrono do Centro Acadêmico Cândido de Oliveira.

Ligações externaseditar | editar código-fonte


Precedido por
Filipe Franco de Sá
Ministro da Guerra do Brasil
18841885
Sucedido por
Antônio Eleutério de Camargo
Precedido por
Afonso Celso de Assis Figueiredo
Ministro da Fazenda do Brasil
1889
Sucedido por
Afonso Celso de Assis Figueiredo
Precedido por
Francisco de Assis Rosa e Silva
Ministro da Justiça do Brasil
1889
Sucedido por
Ruy Barbosa









Creative Commons License