Domingos Antônio Raiol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Domingos Antônio Raiol, primeiro e único barão de Guajará, (Vigia, 4 de março de 183027 de outubro de 1912), foi um político brasileiro.

Filho de Pedro Antônio Raiol e de Arcângela Maria da Costa Raiol, casou-se com Maria Vitória de Chermont. Formado pela Faculdade de Direito do Recife, em 1854, foi procurador da Fazenda Nacional no Pará, além de deputado provincial várias vezes e deputado geral na 12ª legislatura, em 1864, pelo Pará, em 1900 fundou a Academia Paraense de Letras.

Foi presidente das províncias de Alagoas, nomeado por carta imperial de 23 de junho de 1882, de 3 de setembro a 11 de dezembro de 1882, do Ceará, de 12 de dezembro de 1882 a 17 de maio de 1883, e de São Paulo, nomeado por carta imperial de 30 de junho de 1883, de 18 de agosto de 1883 a 29 de março de 1884.

Agraciado barão em 3 de março de 1883.

Ligações externaseditar | editar código-fonte


Precedido por
Eutíquio Carlos de Carvalho Gama
Presidente da Província de Alagoas
1882
Sucedido por
Eutíquio Carlos de Carvalho Gama
Precedido por
Antônio Teodorico da Costa
Presidente da Província do Ceará
1882 — 1883
Sucedido por
Antônio Teodorico da Costa
Precedido por
Antônio de Aguiar Barros
Presidente da Província de São Paulo
1883 — 1884
Sucedido por
Luís Carlos de Assunção


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.







Creative Commons License