Fernando de Noronha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Distrito estadual de Fernando de Noronha
Fernando de Noronha - dois Irmãos - praia do sancho.jpg

Bandeira de Fernando de Noronha
Brasão desconhecido
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 10 de agosto de 1503 (510 anos)
Gentílico noronhense
Localização
Localização de Fernando de Noronha
Localização de Fernando de Noronha
Fernando de Noronha está localizado em: Brasil
Fernando de Noronha
Localização de Fernando de Noronha no Brasil
3° 51' 13.71" S 32° 25' 25.63" O3° 51' 13.71" S 32° 25' 25.63" O
Unidade federativa  Pernambuco
Mesorregião Metropolitana de Recife IBGE/2008 1
Microrregião Fernando de Noronha IBGE/2008 1
Distância até a capital 543 km
Características geográficas
Área 17,017 km² 2
População 2 837 hab. IBGE/20133
Densidade 166,72 hab./km²
Clima Tropical Aw
Fuso horário UTC−2
Indicadores
IDH-M 0,788 alto PNUD/20104
PIB R$ 38 747 mil IBGE/20115
PIB per capita R$ 14 484 70 IBGE/20115
Página oficial
Site www.noronha.pe.gov.br/

Fernando de Noronha é um arquipélago pertencente ao estado brasileiro de Pernambuco, formado por 21 ilhas de origem vulcânica, ocupando uma área de 26 km², situado no Oceano Atlântico, a nordeste da capital pernambucana, Recife. Constitui um Distrito estadual de Pernambuco desde 1988, quando deixou de ser um território federal, cuja sigla era FN, e a capital era Vila dos Remédios. É gerida por um administrador-geral designado pelo governo do estado. A ilha principal tem 17,017 km² e fica a 543 km da capital pernambucana.

Após uma campanha liderada pelo ambientalista gaúcho José Truda Palazzo Jr., em 14 de outubro de 1988 a maior parte do arquipélago foi declarada Parque Nacional, com cerca de 11,270 ha,6 para a proteção das espécies endêmicas lá existentes e da área de concentração dos golfinhos rotadores (Stenella longirostris), que se reúnem diariamente na Baía dos Golfinhos - o lugar de observação mais regular da espécie em todo o planeta. O centro comercial em Noronha é Vila dos Remédios, mas não é considerada capital por ser a ilha um distrito estadual. A administração do parque nacional está atualmente a cargo do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).6

Históriaeditar | editar código-fonte

A ilha, ao ter sido descoberta pelo reino de Portugal, foi designada de Ilha de São João da Quaresma, provavelmente por Gaspar de Lemos, em 1500, ou por uma expedição da qual Duarte Leite erroneamente terá atribuído o comando a Fernão de Noronha, realizada em 15011502. Porém o primeiro a descrevê-la foi Américo Vespúcio, que tomou parte na expedição de Gonçalo Coelho.

O facto de já ser chamada Ilha de Fernão de Noronha por Frei Vicente do Salvador7 , tal como hoje é conhecida, está justificado por provir do nome do primeiro proprietário da capitania hereditária, Fernão de Noronha ou Fernão de Loronha, após doação de D. Manuel I em 16 de fevereiro de 1504.

O arquipélago foi invadido algumas vezes, nomeadamente em 1534 por ingleses, de 1556 até 1612 por franceses, em 1628 e 1635 pelos holandeses, voltando ao controle português em 1700, para ser novamente conquistada pelos franceses em 1736 e definitivamente ocupada pelos portugueses em 1737.

Território federaleditar | editar código-fonte

Nas divisões territoriais do Brasil datadas de 31 de dezembro de 1926 e 21 de dezembro de 1937, Fernando de Noronha aparece como distrito de Recife.

O Território Federal de Fernando de Noronha foi criado em 9 de fevereiro de 1942, pelo decreto-lei federal, de nº 4102, desmembrado do estado de Pernambuco. A entidade administrativa durou 46 anos, sendo extinta em 5 de outubro de 1988 e reincorporada ao seu estado de origem. A capital do território era Vila dos Remédios.

Colônia prisionaleditar | editar código-fonte

Detentos durante o trabalho.

Antes de se tornar o paraíso turístico e ecológico dos dias atuais, o arquipélago foi local de detenção de condenados enviados a cumprir pena no presídio ali existente, que funcionou de 1737 a 1942, sendo que de 1938 em diante apenas para presos políticos do Estado Novo.

Reportagem da revista O Cruzeiro, de 2 de agosto de 1930, descreve o presídio como fantasma infernal para esses proscritos da sociedade, que viviam completamente alheios ao que se passava no resto mundo, apesar de o Governo proporcionar aos presos uma vida saudável de trabalho e de conforto.8

Situação atualeditar | editar código-fonte

Pela constituição federal de 1988, mais especificamente o artigo 15 que trata das disposições constitucionais e transitoriais, o território de Fernando de Noronha foi extinto e sua área foi reincorporada ao estado de Pernambuco.

A partir da constituição estadual de Pernambuco, de 1988, a região tornou-se um distrito estadual, estatuto que detém até hoje.

Geografiaeditar | editar código-fonte

Climaeditar | editar código-fonte

O clima da ilha é o Tropical, do tipo As', quente o ano todo, com chuvas concentradas entre fevereiro e julho. O clima da ilha possui uma amplitude térmica muito pequena, característica da região da linha do Equador. Nela foi registrada a menor amplitude térmica do mundo entre os anos 1912 - 1966, com mínima absoluta de 18.6°C e máxima de 30.2°C.

Dados climatológicos para Fernando de Noronha
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima média (°C) 29,8 30 29,7 29,6 29,2 28,7 28,1 28,1 28,7 29,1 29,5 29,8 29,2
Temperatura média (°C) 27 27,1 26,9 26,7 26,6 26,2 25,7 25,7 26 26,3 26,6 27 26,5
Temperatura mínima média (°C) 24,9 24,8 24,6 24,5 24,5 24,2 23,8 23,8 24,1 24,4 24,6 24,9 24,4
Precipitação (mm) 63,1 110,6 263,6 290,3 280,3 190,2 122 37 18,5 12 13 17,8 1 418,4
Horas de sol 251,1 210 189,1 240 207,7 222 223,2 260,4 264 285,2 282 269,7 2 904,4
Fonte: Jornal do Tempo/Observatório de Hong Kong (1961-1990).9 10

Praiaseditar | editar código-fonte

Mapa de Fernando de Noronha.
Em destaque o Morro do Pico, ponto mais alto de Fernando de Noronha, com 321 metros.
A Baía do Sancho, em Fernando de Noronha, foi eleita a melhor praia do mundo pelos usuários do TripAdvisor.11 Na foto é possível observar uma das cachoeiras que se formam a partir da água da chuva entre fevereiro e junho.

Outros locais de interesse turísticoeditar | editar código-fonte

Boldróeditar | editar código-fonte

Boldró é onde está localizado o centro de convenções do Projeto TAMAR/ICMBio. Seu nome foi dado por militares americanos e é originário da expressão em inglês Bold Rock, que significa Pedra Saliente em português.

Parque Nacional Marinhoeditar | editar código-fonte

Pix.gif Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Fernando noronha.jpg
Morro Dois Irmãos, na Baía do Sancho.
País  Brasil
Critérios ix, x
Referência 1000
Região** Brasil
Coordenadas 51º 30' 0″ N, 0º 7' 30″ O
Histórico de inscrição
Inscrição 2001  (25ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.

O Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha é uma unidade de conservação de proteção integral administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - ICMBio. Criado em 1988, ocupa a maior parte do arquipélago e possui uma variedade de fauna e flora únicas. Ótimo local para turismo, porém, devido à fiscalização do ICMBio, algumas das ilhas têm a visitação controlada.

Problemas ecológicoseditar | editar código-fonte

Embora protegida pela designação de parque nacional, muito do seu ecossistema terrestre está destruído. A maior parte de vegetação original foi cortada na época em que a ilha funcionava como presídio, para tornar mais difícil que prisioneiros fugissem e se escondessem.

Existe também o problema das espécies invasivas, especialmente a linhaça, originalmente introduzida com a intenção de alimentar gado, sendo que, atualmente, a sua disseminação pelo território está fora de controle, ameaçando o que resta da vegetação original. Sem a cobertura das plantas, a ilha não retém água suficiente durante a estação seca, e a vegetação adquire um tom marrom, secando como consequência.

Observa-se também a incoerência da permissão de criação de ovelhas na ilha, ao mesmo tempo em que se pede aos visitantes que preservem a Mata Atlântica insular, em recuperação.

Outra espécie invasiva é o lagarto localmente conhecido como teiú, originalmente introduzido para tentar controlar uma infestação de ratos. A ideia não funcionou, uma vez que os ratos são noturnos e o teju diurno. Atualmente o lagarto passou a ser considerado praga em vez dos ratos.

Economiaeditar | editar código-fonte

O arquipélago de Fernando de Noronha possuía em 2005 um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 22.802.000,005 e uma renda per capita de R$ 10.001,00.5 O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do distrito estadual foi calculado em 0,788 (PNUD/2010).4 No arquipélago existe apenas uma única agência bancária do Banco Santander e um Banco Postal (BB) na agência dos Correios na Vila dos Remédios.

Turismoeditar | editar código-fonte

Fernando de Noronha é um dos melhores lugares para a prática de mergulho do mundo.

Mergulhoeditar | editar código-fonte

Fernando de Noronha é um local de mergulho recreativo de nível internacional. Com águas quentes ao seu redor, mergulhos a profundidade de 30 a 40 metros podem ser feitos agradavelmente sem necessidade de usar roupa de neoprene.

Próximo à ilha existe a possibilidade de se fazer um mergulho avançado e visitar a Corveta Ipiranga, que repousa a 62 metros de profundidade, depois de ser afundada naquele ponto intencionalmente, após um acidente de navegação.

A ilha conta com três operadoras de mergulho, oferecendo diferentes níveis de qualidade de serviço.

Além disso, o arquipélago conta com interessantes pontos de mergulho livre, como a piscina natural do Atalaia, o naufrágio do Porto de Santo Antônio, a laje do Boldró, dentre outros.

O arquipélago possui diversificada vida marinha, sendo comum observar diversas espécies de peixes recifais, tartarugas e eventualmente tubarões e golfinhos.

Esporteeditar | editar código-fonte

Fernando de Noronha é, reconhecidamente, um dos melhores lugares do Brasil para a prática do surfe, e suas ondas tubulares e cristalinas atraem surfistas para praias como a Cacimba do Padre, Boldró, Cachorro, entre outras. Além disso, em Fernando de Noronha há a prática de esportes, entre eles o futebol, voleibol, futebol de salão e futebol de areia. Possui competições das quatro categorias, chamada "Copa Noronha", sendo a Copa Noronha de Futebol, Copa Noronha de Voleibol, Copa Noronha de Futsal e Copa Noronha de Futebol de Areia, respectivamente. Há também a Copa Noronha de Futebol Masters, para jogadores com idade acima de 30 anos. Todas as competições são organizadas pelo Conselho de Esportes de Fernando de Noronha, setor esportivo do governo distrital.

Históriaeditar | editar código-fonte

O futebol é praticado em Fernando de Noronha desde os tempos do Presídio Comum (que durou pouco mais de duzentos anos), ainda que fosse mais exercitado pelos militares da Força Policial de Pernambuco – responsável pelo comando – do que pelos presidiários, propriamente dito.12

Placa indicativa do Forte São Joaquim do Sueste.

Na década de 1920, a chegada de estrangeiros - italianos e franceses - para cooperação técnica, incrementou o uso dos esportes - principalmente o futebol e o voleibol - como oportunidade de confraternização entre esses e a população, na sua maioria carcerária. Ainda assim, pouquíssimos presos tinham oportunidade de jogar.12

A prática foi estimulada entre 1938 e 1942, quando implantou-se o Presídio Político da União, perdendo Pernambuco, "a título precário", seu poder sobre a ilha. Os comunistas, integrallistas e aliancistas presos fizeram tudo o que foi possível para passar o tempo, desde ministrar cursos de alfabetização ao ensino de línguas estrangeiras, como jogos diversos, como Voleibol, Basquete e o Futebol.12

A chegada dos militares a partir de 1942, tanto para implantar o Território Federal, como para acolher um Destacamento Misto da II Guerra Mundial, deu ao futebol um lugar de destaque, construindo-se precários campos para a prática esportiva e, na década de 70, aprimorando-se esses campos, que existem até hoje. O principal deles é o Estádio Distrital Salviano José de Souza Neto, conhecido como Pianão, antes chamado apenas de Estádio Distrital de Fernando de Noronha, conhecido como Noronhão, tendo a denominação atual em homenagem a esse que foi o mais famoso jogador de futebol noronhense, conhecido como Piano, falecido em um acidente automobilístico no início da década de 2000 com pouco mais de 30 anos de idade. Nesse campo acontecem os "Campeonatos Noronhenses", com times diversos que representam tanto setores do poder público como do setor privado (pousadas, restaurantes, empresas de mergulho, etc). Foram também os militares que construíram uma quadra de esportes na Vila dos Remédios, modificando o espaço urbano colonial que havia, quadra essa usada para vários fins, onde diversos esportes são praticados.

Hoje a realidade do esporte é diversificada, tanto com competições que promovem esportes tradicionais, como o desenvolvimento de modalidades novas, como Capoeira, Futebol feminino, corridas de Bicicleta, Hidroginástica com idosos, entre outros, sempre estimulando o espírito de congraçamento, de lazer em horas ociosas e estímulo à Saúde.12

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 18 fev. 2011.
  3. Censo Populacional 2013. Censo Populacional 2013. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (18 de dezembro de 2013). Página visitada em 18 de dezembro de 2013.
  4. a b Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 31 de agosto de 2013.
  5. a b c d Produto Interno Bruto dos Municípios 2011. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 17 dez. 2013.
  6. a b Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha. Cadastro Nacional de Unidades de Conservação do Ministério do Meio Ambiente (Relatório Completo). Página visitada em 20 de dezembro de 2013.
  7. História do Brasil Frei Vicente do Salvador, História do Brasil
  8. (2 de agosto de 1930) "A ilha de Fernando Noronha". O Cruzeiro. Página visitada em 1 de julho de 2011.
  9. CLIMATOLOGIA PARA FERNANDO DE NORONHA-PE (em inglês). Jornal do Tempo (1961-1990). Página visitada em 18 de março de 2014.
  10. Climatological Information for Fernando de Noronha, Brazil (em inglês). Observatório de Hong Kong (1961-1990). Arquivado do original em 18 de março de 2014. Página visitada em 18 de março de 2014.
  11. Praia de Fernando de Noronha é eleita a mais bela do mundo; veja lista. G1. Página visitada em 18 de março de 2014.
  12. a b c d [1]

Ver tambémeditar | editar código-fonte

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Fernando de Noronha

Ligações externaseditar | editar código-fonte








Creative Commons License