Gymnaestrada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Festa de abertura da World Gymnaestrada 2007

A Gymnaestrada é tida como o maior evento de ginástica não competitiva do mundo.

Seu surgimento deu-se em decorrência do desejo do presidente da entidade (FIG) em ver apresentações focadas apenas nos benefícios das modalidades. Idealizada, a primeira Gymnaestrata - denominada Festival Internacional - teve sua primeira edição realizada em 1953 e contou com treze sequências.

Por definição, este é o festival internacional mais importante da ginástica geral, bem como o evento oficial da Federação Internacional de Ginástica para esta modalidade, no qual vários países se encontram a cada quatro anos para realizar apresentações, trocar informações sobre os trabalhos desenvolvidos em seus países e discutir a modalidade não competitiva como importante elemento para o aprimoramento humano.

Surgimento: A ginástica geraleditar | editar código-fonte

Historicamente, a origem desta modalidade, não competitiva, está atrelada à trajetória da Federação Internacional de Ginástica.

Por mostrar-se mais interessado pelos festivais de ginástica e pelos benefícios da modalidade do que pelas competições, o até então presidente Nicolas Cupérus, idealizou este evento calcado na filosofia da ginástica geral[a]. Falecido, não chegou a vê-lo realizado, pois só em 1953, o Festival Internacional de Ginástica, inspirado nas Lingiádas, que aconteciam na Suécia, teve sua primeira edição concretizada, em Roterdã.1 2

O idealizador da Gymnaestrada, então, foi o neerlandês Johan Heinrich Francois Sommer, cuja ideia era realizar um evento sem a preocupação com o aspecto competitivo, isto é, um evento em que os participantes comparecessem apenas para performar a ginástica sem delimitações de qualquer natureza.1 2 3

Ao fim do festival, alguns membros da FIG solicitaram um maior interesse por parte da entidade, para que voltasse o olhar com maior dedicação à ginástica fora do âmbito competitivo, contrariando seu posicionamento anterior, sob um maior enfoque às competições. Em decorrência disto, em 1979, foi criada a Comissão de Trabalho da Ginástica Geral e, cinco anos depois, foi oficializado o Comitê Técnico da Ginástica Geral, com a finalidade de uma modalidade acessível a todos e não-competitiva.4

A atualmente denominada ginástica para todos – antiga ginástica geral -, além de inspirar o desenvolvimento da entidade, fornece à FIG três valores - devidamente divididos e definidos - que ainda servem de base para reger as demais disciplinas: Informação, formação e prática.5 Além disso, sua evolução, objetivos e conquistas passaram a ser vistas nas realizações da Gymnaestrada, o eventomais importante que representa esta modalidade.6

O evento realiza-se a cada quatro anos e conta com inúmeros voluntários que se inscrevem para ajudar na organização.1

Etimologiaeditar | editar código-fonte

O nome Gymnaestrada é um termo criado a partir de duas origens: gymna remete à "ginástica" e strada alude à "caminho", o que resulta no significado: “caminho da ginástica”.2 3

Esta ideia simboliza um dos conceitos fundamentais da Gymnaestrada e da ginástica geral.

Filosofiaeditar | editar código-fonte

O objetivo que a Gymnaestrada transmite é, acima de tudo, a união entre os povos. Não consiste na competição ou qualquer outro tipo de disputa. Os atletas que fazem parte da Gymnaestrada têm o objetivo de apenas representar os seus países, pelo prazer de praticar o desporto e de mostrar a sua originalidade, bem como os benefícios da prática constante, que aparecem física e mentalmente na vida do indivíduo.3 6 7

Cquote1.svg Os vencedores na Gymnaestrada são os participantes Cquote2.svg
O ideal da Gymnaestrada

Organização do eventoeditar | editar código-fonte

A realização total do evento engloba sete dias geralmente no decorrer do mês de julho e organiza-se no seguinte esquema:2

  1. Cerimônia de Abertura
  2. Apresentações em grupos
  3. Apresentações em grandes grupos
  4. Espetáculos de Ginástica Geral por nações (Noites Nacionais)
  5. Espetáculo de Ginástica Geral da F.I.G. (F.I.G. Gala)
  6. Fórum de instrutores
  7. Evento social para os participantes ativos
  8. Cerimônia de Encerramento
Exemplo de apresentação em grupo

A cerimônia de abertura deve acontecer no primeiro dia do evento, em um estádio com capacidade mínima para trinta mil pessoas sentadas. As apresentações em grupo devem ser compostas por, no mínimo, dez ginastas. As coreografias são apresentadas duas vezes, sempre em salas cobertas e em áreas nunca inferiores a quatrocentos metros quadrados. As apresentações em grandes grupos podem ser feitas com número entre 150 e trezentos atletas e sempre ao ar livre.8

As noites nacionais são eventos que acontecem em arenas fechadas e são destinados às federações membros da FIG, que devem mostrar as suas atividades no campo da ginástica geral, associando-as ao folclore e às peculiaridades nacionais. A ginástica de gala[b], ao contrário, é de responsabilidade de conteúdo da Federação Internacional, que mostra as coreografias executadas pelos grupos convidados das federações membros participantes fundamentadas num tema geral.8

O fórum de instrutores compreende palestras, apresentações, discussões, demonstrações didáticas e exibições educativas. Os eventos sociais são para todos os participantes. Por fim, a cerimônia de encerramento acontece no último dia do evento e deve ser realizada em um estádio sob as mesmas condições exigidas pela cerimônia de abertura.8

Ediçõeseditar | editar código-fonte

A Gymnaestrada iniciou-se em 1953, noas Países Baixos, com a participação de cinco mil atletas da ginástica. Até a sua 13ª edição, nenhum evento fora realizado fora da Europa.7

A primeira participação brasileira deu-se na segunda edição e contabilizou treze participantes. O maior número de atletas brasileiros foi de 662, na edição de Berlim, contra três, na edição de Herning, a menor dentre todas. O Brasil apenas não esteve presente em dois eventos - Roterdã e Stuttgart.7

Portugal participa desde a primeira edição, em 1953 - edição esta em que esteve representado por dois clubes (Ginásio Clube Português e Lisboa Ginásio Clube)9 e cinquenta atletas -, mas não esteve presente na segunda e terceira (Zagreb - 1957 e Stuttgart - 1961, respectivamente). Desde a quarta edição em 1965, participou de todas as edições, tendo um mínimo de cinquenta atletas em Berlim (1975) e um máximo de atletas de 1.874 na edição de Lisboa, em 2003.10

Nos subtópicos, descritas as edições realizadas a partir dos anos 2000.

Edição Ano Cidade País Participantes
1953 Roterdã Países Baixos 5.000
1957 Zagreb Iugoslávia 6.000
1961 Stuttgart Alemanha 10.000
1961 Viena Áustria 15.600
1969 Basileia Suíça 9.600
1975 Berlim Alemanha 10.500
1982 Zurique Suíça 14.200
1987 Herning Dinamarca 17.300
1991 Amsterdã Países Baixos 18.400
10ª 1995 Berlim Alemanha 19.200
11ª 1999 Gotemburgo Suécia 20.800
12ª 2003 Lisboa Portugal 25.000
13ª 2007 Dornbirn Áustria 22.000
14ª 2011 Lausanne Suíça 19.100

12ª edição - Portugaleditar | editar código-fonte

Esta edição foi a Gymnaestrada que contou com 24 áreas de exibição - entre o Estádio do Jamor, os pavilhões da FIL, o estádio Universitário de Lisboa e o Pavilhão Atlântico -, acolheu mais participantes - o número de atletas era de cerca de 25.000 advindos de cinquenta países em 1.600 apresentações -11 e recolheu as seguintes estatísticas.12

Participantes 24.724
Noites de estadia 260.688
Escolas e Clubes desportivos com alojamento 115
Locais de apresentação 21
Apresentações de Ginástica 1000
Espectadores 800.000
Países participantes 47
Média de idade dos participantes 35 anos
Participantes por sexo 78% feminino, 22% masculino
Refeições 148.771
Ocorrências na área da saúde 700
Ocorrências na área da segurança 51
Voluntários 1.430

13ª edição - Áustriaeditar | editar código-fonte

Logotipo da edição austríaca

Realizou-se em julho de 2007 e mobilizou 22.000 atletas vindos de todas as partes do mundo. Todos os dias eram de apresentações, no centro de exposições de Dornbirn, como nas escolas que acolheram os participantes, juntando-se as diferentes delegações tanto para conviver, quanto para trocar equipamentos, aprendizado e experiências.13

Foram mais de seiscentas horas de exibições apresentadas ao público, entre apresentações ao ar livre, ginásios e estádios. Apesar de não ser superior em número de participantes que a anterior, esta fora a maior já realizada a nível de estrutura e dependências.13

14ª edição - Suíçaeditar | editar código-fonte

A 14ª edição da Gymnaestrada realizou-se na cidade de Lausanne, na Suíça, entre os dias 10 e 16 de Julho de 2011. Até outubro de 2009, mais de trinta países manifestaram interesse de participação neste evento, entre eles os lusófonos Brasil e Portugal.14

Ver tambémeditar | editar código-fonte

Notaseditar | editar código-fonte

a.^ : Ginástica geral tem por significado a junção de todas as modalidades, que resultam em uma prática que visa os benefícios da prática constante. O importante é realizar os movimentos gímnicos com prazer e originalidade. Esta modalidade não é competitiva e pode ser praticada por todos independente de idade, porte ou aptidão física.

b.^ :Estes eventos de gala foram mundialmente difundidos e conhecidos a partir das Olimpíadas de Atlanta, em 1996, quando os atletas vencedores e destacados, apresentavam-se descontraídos para o público apenas por entretenimento e confraternização.

Referências

  1. a b c THE WORLD GYMNAESTRADA (PDF) (em inglês). EducacionFisica. Página visitada em 3 de agosto de 2009.
  2. a b c d World Gymnaestrada in the past (em inglês). FIG site. Página visitada em 3 de agosto de 2009.
  3. a b c Gymnaestrada (em inglês). Gymnastics Associations of Texas. Página visitada em 3 de agosto de 2009.
  4. Gonzalez, Heloísa. Ginástica para todos (em português). UFRJ site. Página visitada em 10 de novembro de 2008.
  5. The cultural base of the human motricity (em inglês). FIG site. Página visitada em 10 de novembro de 2008.
  6. a b Ginástica Geral e o Gymnaestrada Mundial (em português). EEFD. Página visitada em 3 de agosto de 2009.
  7. a b c Você sabe o que é a Gymnaestrada Mundial? (em português). Ginásticas.com. Página visitada em 3 de agosto de 2009.
  8. a b c SANTOS, José Carlos Eustáquio. Ginástica Geral: Elaboração de Coreografias / Organização de Festivais. Editora Fontoura, Jundiaí, 2001. ISBN 8587114039
  9. Clubes Participantes (PDF) (em português). Federação de Ginástica de Portugal. Página visitada em 26 de outubro de 2009.
  10. Evolução Participação Nacional (PDF) (em português). Federação de Ginástica de Portugal. Página visitada em 26 de outubro de 2009.
  11. WORLD GYMNAESTRADA (em português). MemoriaVirtual. Página visitada em 3 de agosto de 2009.
  12. 12th World Gymnaestrada (PDF) (em português). Federação de Ginástica de Portugal. Página visitada em 26 de outubro de 2009.
  13. a b 1ST GYMNASTIC SUMMER TRAINING CAMP (em português). APAGL. Página visitada em 3 de agosto de 2009.
  14. GYMNAESTRADA 2011: Registrations to this day (em inglês). World Gymnaestrada 2011 - Lausanne. Página visitada em 26 de outubro de 2009.

Ligações externaseditar | editar código-fonte








Creative Commons License