Henrique Saboia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Henrique Sabóia

Henrique Sabóia (Sobral, 20 de setembro de 1925) é um almirante-de-esquadra brasileiro.1

Foi ministro da Marinha no governo de José Sarney, de 15 de março de 1985 a 15 de março de 1990. Em sua homenagem foi incorporado a Marinha do Brasil em 21 de maio de 2009, na cidade de Falmouth - Inglaterra o NDCC Almirante Saboia (G-25)

O Alte Esq Saboia foi responsável por inúmeras realizações, dentre as quais podemos listar as seguintes:


  • na área política, deu continuidade aos projetos de construção do reator

de pesquisa na Universidade do Estado de São Paulo e de enriquecimento de urânio em Aramar, conforme a meta da Marinha de dominar o ciclo de propulsão nuclear;

  • na área financeira, incluiu a Marinha na participação dos lucros da

exploração do petróleo na plataforma continental, o que assegurou uma nova fonte de recursos destinada à obtenção dos navios-patrulha; e

  • na área de reaparelhamento da Marinha, prosseguiu com o programa de construção naval no Arsenal de Marinha

do Rio de Janeiro, com a incorporação do Navio-Escola “Brasil”, da Corveta “Inhaúma” e lançamento ao mar da Corveta “Jaceguai”, além do início da construção dos submarinos “Tamoio”, “Timbira” e “Tapajó”.

Assinou, também, contratos em estaleiros privados para a construção das Corvetas “Júlio de Noronha” e “Frontin”; do Navio-Tanque “Almirante Gastão Motta”; e dos Navios-Patrulha “Graúna” e “Goiana”.

Adquiriu, nos Estados Unidos, quatro contratorpedeiros da classe Pará, para atender às necessidades de escolta da Marinha, até a incorporação das corvetas, e dois navios de Desembarque-Doca da classe Ceará, essenciais para assegurar a capacidade operativa da Força de Fuzileiros da Esquadra.

Aproveitando a oportunidade daquele momento, adquiriu e incorporou o Navio de Socorro Submarino “Felinto Perry”; os Navios Oceanográficos “Antares” e “Almirante Álvaro Alberto”; os Rebocadores de Alto-Mar “Tritão”, “Tridente” e “Triunfo”; e o Navio-Auxiliar “Trindade”.

Também adquiriu onze helicópteros Esquilo; seis Super Puma e dezesseis Bell, além de modernizar quatro SH-3.

Condecoraçõeseditar | editar código-fonte

  • Grã-Cruz Medalha Mérito Naval
  • Medalha Militar de Ouro (Passador de Platina) - 40 anos
  • Medalha Mérito Tamandaré
  • Medalha Mérito Marinheiro - 02 âncoras
  • Medalha de Serviços em Guerra.

Notas e referências


Ligações externaseditar | editar código-fonte

Precedido por
Alfredo Karam
Ministro da Marinha do Brasil
19851990
Sucedido por
Mário César Flores









Creative Commons License