Esmirna

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Izmir)
Ir para: navegação, pesquisa
Turquia Esmirna
İzmir, Smyrna, Smirne
 
—  Área metropolitana (büyükşehir)  —
Colagem de imagens de Esmirna. No sentido horário da parte superior direita: 1) Torre do Relógio (Saat Kulesi); 2) Praça Konak; 3) Edifício do Asansör (elevador), em Karataş, Konak; 4) Praça Gündoğdu; 5) Panorama de Kadifekale; 6) Praça da República (Cumhuriyet Meydanı)
Colagem de imagens de Esmirna. No sentido horário da parte superior direita: 1) Torre do Relógio (Saat Kulesi); 2) Praça Konak; 3) Edifício do Asansör (elevador), em Karataş, Konak; 4) Praça Gündoğdu; 5) Panorama de Kadifekale; 6) Praça da República (Cumhuriyet Meydanı)
apelido/alcunha(s) Pérola do Egeu
Mapa da província de Esmirna com a área metropolitana em destaque
Mapa da província de Esmirna com a área metropolitana em destaque
Esmirna está localizado em: Turquia
Esmirna
Localização de Esmirna na Turquia
38° 26' N 27° 9' E
Região Egeu
Província Esmirna
Administração
 - Governador (vali) Mustafa Toprak1
 - Prefeito (belediye başkanı) Azız Kocaoğlu (2009, CHP)2
Altitude 30 m (98 pés)
População (2012)3
 - Total 3 366 947
Código postal 35000
Prefixo telefónico 232
Sítio Governo distrital: www.izmir.gov.tr
Prefeitura: www.izmir.bel.tr
Mapa com a posição de Esmirna e de outras cidades do Império Lídio

Esmirna (em turco: İzmir; em grego: Σμύρνη; transl.: Smýrni; também conhecida noutras línguas como Smyrna e Smirne) é uma cidade do sudoeste da Turquia situada na Região do Egeu. É capital da área metropolitana (büyükşehir belediyesi) e da província homónima. Em 2012, a população da área metropolitana era 3 366 947 habitantes,3 o que faz dela a terceira maior cidade da Turquia, a seguir a Istambul e Ancara.4 No mesmo ano, o distrito de İzmir propriamente dito tinha 76 598 habitantes, dos quais 59 214 no que é considerado o centro urbano (merkez).5 A altitude média da cidade é de 30 m.

De acordo com estudos etimológicos sobre Esmirna, a palavra

Smyrne, em grego, significa uma especiaria que em língua portuguesa se traduz como Mirra, ou seja Smyrne = Mirra.

Mitologiaeditar | editar código-fonte

De acordo com Estrabão, Esmirna era o nome antigo de Éfeso, e o nome deriva de uma amazona que conquistou Éfeso.6 Outros autores, porém, mencionam Esmirna como a mãe de Adónis: sua mãe teria dito que ela era mais bela que Afrodite, e a deusa a amaldiçoou, fazendo com que ela se apaixonasse pelo próprio pai; desta união nasceu Adónis.7 8 9 Segundo William Smith, o nome da cidade deriva da mãe de Adónis.10 11

Históriaeditar | editar código-fonte

A cidade de cinco mil anos é uma das cidades mais antigas da bacia de Mediterrâneo. A cidade original foi estabelecida por volta do 3º milênio a.C., quando compartilhou com Troia a cultura mais importante da Anatólia. Por volta de 1 500 a.C. tinha caído na influência do Império Hitita da Anatólia Central.

De acordo com historiadores e mitógrafos gregos, as cidades da costa asiática do Mar Egeu, Mirina, Cime, Esmirna e Éfeso, haviam sido conquistadas pelas amazonas; Archibald Henry Sayce interpreta este mito como se estas amazonas fossem as sacerdotisas das deusas asiáticas, cujo culto se espalhou a partir de Carquemis com as conquistas hititas.12

Segundo o historiador grego Heródoto de Halicarnasso, a cidade foi primeiro estabelecida pelos Eólios, mas foi logo depois tomada pelos Jônicos, que a tornaram um dos maiores centros culturais e comerciais do mundo na época. No 1º milênio a.C., Esmirna era uma das cidades mais importantes da Federação Jônica. Acredita-se que Homero lá residiu durante este período.carece de fontes?

A conquista da cidade pelos Lídios por volta de 600 a.C. trouxe fim a este período. Esmirna permaneceu como pouco mais que uma aldeia da Lídia e depois caiu sob o domínio persa. Antes do século IV a.C., uma nova cidade foi construída nas encostas do monte Pagos (Kadifekale), durante o reino de Alexandre, o Grande. O período romano de Esmirna, que começa antes do século I a.C., foi a sua segunda grande era. Esmirna ficou depois conhecida como uma das Sete Igrejas da Ásia, à qual o Livro da Revelação (Apocalipse) foi enviado pelo apóstolo João. O domínio bizantino chegou no século IV d.C. e durou até à conquista seljúcida no século XI.

Em 1415, sob o poder do sultão Mehmed Çelebi, Esmirna tornou-se parte do Império Otomano. A cidade ficou conhecida como um dos portos mais importantes do mundo entre os séculos XVII e XIX, quando os comerciantes de várias origens (especialmente Franceses, Italianos, Neerlandeses, Armênios, Judeus e Gregos) transformaram a cidade em um centro de comércio cosmopolita. Durante este período, a cidade foi famosa pela sua própria marca da música (Smyrneika) bem como pela sua larga variedade de produtos que exportou para a Europa (passas de Esmirna, figos secos, tapetes, etc.).

Esmirna e a Guerra Fria no século XXeditar | editar código-fonte

Entre 1961 e 1963, foram instalados em Çiğli, base militar perto de Esmirna, quinze mísseis balísticos móveis de médio alcance]] (IRBM) "Júpiter" dos Estados Unidos. Os quinze mísseis foram espalhados entre cinco sítios de lançamento nas montanhas perto de Esmirna. A Força Aérea Turca enfim controlou os mísseis, mas o pessoal de Força Aérea dos Estados Unidos manteve o controle do armamento das ogivas nucleares. A consequência dessa instalação de mísseis na Turquia foi a crise dos mísseis de Cuba, um dos mais críticos eventos da Guerra Fria ,em outubro de 1962. Como a parte do acordo da crise, eles foram retirados em abril de 1963. As posições exatas dos cinco sítios, com três mísseis cada um, são ainda secretas, mais de quarenta anos depois.

Esmirna hojeeditar | editar código-fonte

A cidade era conhecida até ao princípio do século XX por ser uma das cidades mais cosmopolitas no mundo, com uma grande população de Gregos e Armênios.carece de fontes?. Com 2 500 pessoas, a comunidade judia de Esmirna é a segunda maior comunidade da Turquia, a seguir a Istambul.13 Depois da Guerra de Independência turca a população grega moveu-se para a Grécia. A população atual é predominantemente turca.

Esmirna é muitas vezes chamada "a pérola do Egeu". É considerada a cidade mais ocidentalizada da Turquia quanto a valores, ideologia, estilo de vida, e papéis de gênero.parcial?

Ver tambémeditar | editar código-fonte

  • Bucaspor (clube de futebol de Esmirna)

Notas e referênciaseditar | editar código-fonte

  1. Esmirna İlı (em turco). yerelnet.org.tr. YerelNET. Página visitada em 17 de maio de 2013.
  2. Esmirna Beledıyesı (em turco). www.yerelnet.org.tr. YerelNET. Página visitada em 17 de maio de 2013.
  3. a b Büyükşehir belediyeleri ve bağlı belediyelerin nüfusları (em turco). TURKSTAT. rapor.tuik.gov.tr. Página visitada em 17 de maio de 2013.
  4. Embora a população do büyükşehir belediyesi ou merkez (divisão administrativa "área metropolitana") seja inferior à de Ancara, Esmirna aparece referida em muitas fontes como sendo a segunda cidade da Turquia em termos de população.
  5. Base de dados do sistema de registo de população baseada em moradas (ABPRS) (em turco). www.tuik.gov.tr. Instituto de Estatística da Turquia (TURKSTAT). Página visitada em 17 de maio de 2013.
  6. Estrabão, Geografia, Livro XIV, Capítulo 1, 4 [fr] [en] [en] [en]
  7. Pseudo-Apolodoro, Biblioteca, 3.14.4 [em linha]
  8. Pseudo-Plutarco, Parallela Minora, 22. Esmirna e Valéria Tusculanaria [em linha]
  9. (Pseudo-)Higino, Fabulae, LVIII, Esmirna [em linha]
  10. William Smith, Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology, Smyrna [em linha]
  11. William Smith omite toda a história sobre o incesto entre Esmirna e seu pai.
  12. Archibald Henry Sayce, The Hittites: The Story of a Forgotten Empire (1925) [google books]
  13. Ysrail'deki Yzmyr (em turco). www.yeniasir.com.tr. Yeni Asir (6 de fevereiro de 2009). Arquivado do original em 14 de setembro de 2007. Página visitada em 6 de outubro de 2010.

Ligações externaseditar | editar código-fonte

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Esmirna
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Turquia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.







Creative Commons License