Jerônimo Cabral Raposo da Câmara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Jerônimo Cabral Raposo da Câmara (Carnaubais, 11 de janeiro de 1821São Gonçalo do Amarante, 24 de maio de 1900) foi um político brasileiro. Foi vice-presidente da província do Rio Grande do Norte, tendo assumido a presidência interinamente por duas vezes,

Biografiaeditar | editar código-fonte

Nasceu na fazenda Arraial, propriedade de seus avós maternos, Jerônimo Cabral de Oliveira e Francisca Rodrigues Noia, então sob jurisdição do município de Assu, e atualmente Carnaubais. Era filho de Gabriel Arcanjo Raposo da Câmara e de Francisca de Oliveira Cabral. Seus irmãos Leocádio e Otaviano Cabral Raposo da Câmara também se destacaram no meio político potiguar.

Formado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito de Olinda, em 1847, de volta à terra natal, tornou-se advogado famoso devido à sua generosidade, sendo conhecido popularmente como Doutor Loló. Sua popularidade valeu-lhe ser eleito deputado provincial por dez legislaturas, entre 1853 e 1883. Já havia iniciado sua carreira pública dois anos antes, como Inspetor da Tesouraria, cargo que exerceu até 1856. Três anos depois, assumiu o cargo de Diretor da Instrução Pública, estando à frente do mesmo até 1870.

Integrou a lista tríplice de candidatos à sucessão do senador Manoel de Assis Mascarenhas (falecido em 1867), formada também por Tarquínio Bráulio de Sousa Amaranto e Francisco de Sales Torres Homem, tendo sido este o escolhido pelo imperador. Líder do Partido Conservador, presidiu interinamente a província do Rio Grande do Norte por duas vezes, de 11 de janeiro a 17 de agosto de 1871 e de 11 de junho a 15 de junho de 1872. Exerceu a presidência da intendência municipal de Extremoz, de 1877 a 1880.

Casou-se em 29 de junho de 1851, em Macaúba, com Maria Angélica de Barros Moura, filha do coronel Estêvão José Barbosa de Moura, com quem é sabido que teve sete filhos1 .

Referências

  1. Blog Coisas Potiguares - Os governadores potiguares


Precedido por
Silvino Elvídio Carneiro da Cunha
Presidente da província do Rio Grande do Norte
1871
Sucedido por
Delfino Augusto Cavalcanti de Albuquerque
Precedido por
Delfino Augusto Cavalcanti de Albuquerque
Presidente da província do Rio Grande do Norte
1872
Sucedido por
João Gomes Freire


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.







Creative Commons License