João Capistrano Bandeira de Melo Filho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
João Capistrano Bandeira de Melo Filho
Nascimento 28 de maio de 1836
Olinda
Morte 17 de dezembro de 1905 (69 anos)
Rio de Janeiro
Nacionalidade  Brasileiro
Progenitores Mãe: Umbelina Fernandes de Barros
Pai: João Capistrano Bandeira de Melo
Ocupação Político

João Capistrano Bandeira de Melo Filho (Olinda, 28 de maio de 1836Rio de Janeiro, 17 de dezembro de 1905) foi um político brasileiro.

Era o mais velho dos quatro filhos do conselheiro João Capistrano Bandeira de Melo e de Umbelina Fernandes de Barros. Pelo lado paterno, era sobrinho do também conselheiro Jerônimo Martiniano Figueira de Melo e primo do Visconde de Saboia e do ex-senador Viriato de Medeiros.

Graduado em direito pela Faculdade de Direito do Recife em 1858, onde foi professor até 1887.

Foi presidente das província do Rio Grande do Norte, de 17 de junho de 1873 a 10 de maio de 1875, de Santa Catarina, nomeado por carta imperial de 10 de abril de 1875, assumindo o cargo em 7 de agosto de 1875, governando até 7 de junho de 1876, do Pará, de 1876 a 9 de março de 1878 e do Maranhão, de 14 de outubro de 1885 a 29 de abril de 1886.

Estabeleceu-se depois na cidade do Rio de Janeiro, sendo reitor do Colégio Pedro II, de 1888 a 1891. Foi também conselheiro do Império do Brasil.

Foi casado com Ana Luísa de Albuquerque Barros (1845 - 1917), irmã do Barão de Sobral, com quem teve oito filhos.

Ligações externaseditar | editar código-fonte


Precedido por
Bonifácio Francisco Pinheiro da Câmara
Presidente da província do Rio Grande do Norte
1873 — 1875
Sucedido por
José Bernardo Galvão Alcoforado Júnior
Precedido por
João Tomé da Silva
Presidente da província de Santa Catarina
1875 — 1876
Sucedido por
Alfredo d'Escragnolle Taunay
Precedido por
Francisco Maria Correia de Sá e Benevides
Presidente da província do Pará
1876 — 1878
Sucedido por
José da Gama Malcher
Precedido por
Cipriano José Veloso Viana
Presidente da província do Maranhão
1886
Sucedido por
José Francisco de Viveiros


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.







Creative Commons License