Konrad Adenauer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Konrad Adenauer
Konrad Adenauer
Chanceler da Alemanha Ocidental Alemanha Ocidental
Mandato 15 de Setembro de 1949
até 16 de Outubro de 1963
Presidente Theodor Heuss
Heinrich Lübke
Antecessor(a) Lutz Schwerin von Krosigk (como Ministro-líder)
Sucessor(a) Ludwig Erhard
Ministro das Relações Exteriores da Alemanha Ocidental Alemanha Ocidental
Mandato 15 de março de 1951
até 6 de junho de 1955
Chanceler ele mesmo
Antecessor(a) Lutz Schwerin von Krosigk
Sucessor(a) Heinrich von Brentano
Prefeito de Colônia Koeln Flagge.gif
Mandato 1º 1917-1933
2º 1945
Antecessor(a) Ludwig Theodor Ferdinand Max Wallraf
Robert Brandes
Sucessor(a) 1º Günter Riesen
Willi Suth
Vida
Nome completo Konrad Hermann Joseph Adenauer
Nascimento 5 de Janeiro de 1876
Colônia, Flag of the German Empire.svg Império Alemão
Morte 19 de Abril de 1967 (91 anos)
Bad Honnef,  Alemanha Ocidental
Dados pessoais
Alma mater Universidade de Freiburg
Universidade de Munique
Universidade de Bonn
Pessoa do Ano (1953)
Cônjuge Emma Weyer
Auguste (Gussie) Zinsser
Partido Flag of Deutsche Zentrumspartei.svg Zentrum (1906-1945)
CDU logo.svg CDU (1945-1967)
Religião Católico
Profissão Advogado
Assinatura Assinatura de Konrad Adenauer

Konrad Adenauer GCTEGCC (Colônia, 5 de Janeiro de 1876Bad Honnef, 19 de Abril de 1967) foi um político alemão cristão-democrata, advogado, prefeito de Colônia e também um dos arquitectos da economia social de mercado. Foi ainda chanceler da República Federal da Alemanha (1949 - 1963) e presidente da União Democrata-Cristã (CDU).

Históriaeditar | editar código-fonte

Adenauer tinha 73 anos quando, em 1949, foi eleito como primeiro chanceler da Alemanha Ocidental (República Federal da Alemanha) entre 1949 e 1963, logo depois que o país havia sido formado, no fim da Segunda Guerra Mundial. Foi reeleito em 1953, 1957 e 1961, e renunciou ao cargo em 1963, aos 87 anos de idade.

Nascido em 5 de Janeiro em Colônia, Adenauer estudou em várias universidades até se graduar em Direito, foi prefeito de Colônia entre 1917 e 1933 e membro do poder legislativo. Como católico da época, fez oposição ao nazismo e, com o advento de Adolf Hitler ao poder, foi expulso de seu cargo político e obrigado a se aposentar.

Face de Konrad Adenauer num Marco alemão de 1969.

Com a iminência do fim da Segunda Guerra Mundial, em 1944, Adenauer foi mandado para um campo de concentração e foi libertado quando as tropas aliadas invadiram a Alemanha.

Em 1945 participou na fundação da União Democrata-Cristã (CDU) e assumiu a presidência da liga na zona de ocupação britânica. Com o estabelecimento da Alemanha ocidental, em 1949, Adenauer assumiu o cargo de primeiro chanceler. Por 14 anos, liderou a coligação entre a União Democrata-Cristã (CDU), o seu partido-irmão da Baviera, União Social Cristã (CSU), e os Democratas Livres, o partido liberal alemão (FDP). Entre 1951 e 1955 também serviu como ministro para assuntos exteriores da Alemanha Ocidental.

No exercício de sua função de chanceler da Alemanha, Konrad Adenauer visou a três objetivos essenciais: conduzir o povo alemão para uma situação autêntica de liberdade, inserir o país numa comunidade pacifista de Estados livres, e incentivar junto com os líderes da França e da Itália a integração europeia. Durante o seu governo, a Alemanha adotou o regime democrático e teve início um desenvolvimento econômico com bem-estar e equilíbrio social.

Adenauer tinha um grande objetivo: estabelecer a Alemanha Ocidental como uma proteção para conter a expansão dos soviéticos na Europa. Assim, ele promoveu um estreitamento nas relações com os Estados Unidos e se reconciliou com a França. Foi durante o mandato de Adenauer que a Alemanha Ocidental passou a integrar o Organização do Tratado do Atlântico Norte e passou a ser reconhecida como uma nação independente.

Ao lado de outros políticos, Konrad Adenauer criou na Alemanha uma tradição democrata-cristã. Foi co-fundador do partido da União Democrática Cristã da Alemanha (CDU) e marcou profundamente o recomeço na história dos partidos políticos alemães, influenciando fortemente a orientação política deste novo partido popular, que agrupou homens e mulheres de todas as camadas da sociedade, provindos de todas as tradições democráticas - conservadores, liberais e social-cristãos, católicos e protestantes.

A visão política de Konrad Adenauer era a de uma Alemanha livre e unificada, dentro de uma Europa livre e integrada. A sua meta consistia em chegar a um novo ordenamento europeu, com liberdade e democracia e, para além disso, em aproximar o mundo de uma cooperação de alcance global.

A 24 de Janeiro de 1956 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito e a 15 de Outubro de 1963 com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo.1

Adenauer aposentou-se em 1963, após concluir um tratado - que havia perseguido durante anos - de cooperação com a França e continuou no parlamento. Quando ele deixou esse cargo, em 1963, havia realizado uma obra histórica: a reconstrução da Alemanha após a Segunda Guerra Mundial, a consolidação da democracia e a inserção de seu país na comunidade dos países livres.

Morreu em 19 de abril de 1967 em Bad Honnef.

Referências

Ligações externaseditar | editar código-fonte

Precedido por
Lutz Schwerin von Krosigk
(Ministro-líder da Alemanha Nazista)
Chanceler da Alemanha
1949 — 1963
Sucedido por
Ludwig Erhard


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Imagens e media no Commons








Creative Commons License