Miklós Horthy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Miklós Horthy de Nagybánya
Mikloshorthy.jpg
Nascimento 18 de junho de 1868 (Kenderes, Hungria)
Morte 9 de fevereiro de 1957 (Estoril, Portugal)
Partido político nenhum
Posição política

Regente da Hungria (1920-1944)

Miklós Horthy de Nagybánya (Kenderes, Hungria, 18 de Junho de 1868Estoril, Portugal, 9 de Fevereiro de 1957), frequentemente chamado de "Sua Alteza Sereníssima, o Regente da Hungria", foi um político húngaro.

Biografiaeditar | editar código-fonte

Horthy foi o Regente da Hungria no período do entreguerras e durante a maior parte do tempo da Segunda Guerra Mundial. Serviu de Março de 1920 a Outubro de 1944. Comandou a frota do Império Austro-Húngaro durante a Primeira Guerra Mundial, tendo escrito as suas experiências e memórias.

Em 1919, depois da derrota da revolução socialista liderada por Béla Kun, que instituiu, por poucos meses, uma república soviética húngara, o novo governo contra-revolucionário colocou Horthy no comando de suas forças, que estabeleceu um regime de tipo fascista, que logo se aliou a Hitler e Mussolini, enviando soldados para a frente russa e colaborando ativamente com o projeto nazista de extermínio dos judeus, a Solução Final, o que levou vários intelectuais judeus a deixarem o país, dentre eles o escritor Arthur Koestler. Deposto do poder pelos nazistas no final da guerra, que consideravam sua colaboração com o projeto de genocídio muito modesta, Horthy exilou-se em Portugal, recebendo a proteção da ditadura de Salazar, e nesse país viveu os seus últimos dias.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.








Creative Commons License