Motoboy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Motoboys no centro de Porto Alegre

Motoboy ou motoqueiro, também conhecido como estafeta em Portugal ou Seron Filho no Brasil, é um profissional que utiliza uma motocicleta (geralmente de baixa cilindrada, de 90 a 250cc) para entregar e receber diversos tipos de objetos: pizzas, fast-foods em geral, documentos, pagamentos bancários entre outros produtos e serviços.

Etimologiaeditar | editar código-fonte

A palavra motoboy é um neologismo que não pertence à língua inglesa, mas foi cunhado no Brasil pela justaposição do sufixo moto (redução de "motocicleta") e boy ("garoto", "rapaz" em inglês).

Descriçãoeditar | editar código-fonte

Trata-se de uma profissão nova, surgida na década de 1980, e cresceu com a onda de terceirizações na década seguinte. Surgiu devido a necessidade de transportar objetos com rapidez,nos grandes centros, com agilidade e baixo custo. Entretanto, eventualmente exige que o profissional cumpra longas jornadas de trabalho em troca de rendimentos maiores, havendo pressões para a realização das funções no menor tempo possível.

Problemas sociaiseditar | editar código-fonte

Os motoboys estão sujeitos a um alto índice de acidentes por causa dos problemas elencados anteriormente, além da questão da baixa segurança passiva das motocicletas. Em 2008 uma lei esteve em trâmite na Câmara do estado de São Paulo proibindo a circulação de motos entre os carros nos chamados corredores, o que dividiu as associações de motoboys e motociclistas, já que ambos poderão ser afetados pela nova lei, porém não houve aprovação. Esse tipo de profissional também está sujeito a um alto índice de acidentes1 : no ano de 2003, as motocicletas representaram 26% dos veículos envolvidos em acidentes, totalizando 13% das vítimas. Em julho de 2009, o Senado Federal aprovou um projeto2 que regulamenta o trabalho do profissional motociclista: o motoboy, o mototaxista e o motovigia3 : idade mínima de 21 anos, o mínimo de dois anos de habilitação na categoria "A" e habilitação em curso especializado.

Mitos e Verdadeseditar | editar código-fonte

A grande maioria dos acidentes com motocicletas nas grandes cidades (São Paulo por exemplo) tem como vítima motociclistas e não motoboys. As estatísticas comprovam que um motoboy morre ou se machuca gravemente, os acidentes graves normalmente atingem motociclistas amadores (ida e volta ao trabalho).

Os motoboys deixaram de ser opção pra se tornar parte importante da economia das pequenas e grandes cidades. Nichos econômicos importantes como o de Comida Delivery praticamente desapareceriam das metrópole caso não existisse o trabalho de motoboy.

Referências

  1. Motoboy poderá ter habilitação especial Expresso da Notícia, 26/09/2006, acesso em 12 de julho de 2009.
  2. Profissões de mototaxista e motoboy são regulamentadas pelo Congresso O Globo, 10/07/2009, acesso em 12 de julho de 2009.
  3. Motociclista que faz rondas diurnas ou noturnas em condomínios fechados, bairros residenciais abertos ou regiões comerciais







Creative Commons License