Ocupação do Japão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Flag of Japan.svg Série de artigos sobre
História do Japão
Osaka Castle 02bs3200.jpg

A Ocupação do Japão pelas Forças Aliadas foi um período da história do Japão que compreendeu o final da Segunda Guerra Mundial, em 14 de agosto de 1945, até o fim da ocupação pelos Aliados em 28 de abril de 1952.

O Japão rendeu-se aos Aliados em 14 de agosto de 1945, quando o governo japonês notificou-os de que havia aceitado os termos da Declaração de Potsdam. No dia seguinte, o Imperador Hirohito anunciou a rendição incondicional do Japão pelo rádio. O anúncio foi o primeiro jamais feito pelo imperador por rádio, e a primeira vez que a maioria dos cidadãos japoneses ouviu a voz de seu soberano. Esta data é conhecida como Vitória sobre o Japão, ou Dia V-J, e marcou o fim da Segunda Guerra e o início de um longo processo de recuperação para o combalido Japão.

A ocupação foi encabeçada pelos Estados Unidos, com a contribuição de Austrália, Índia, Nova Zelândia e Reino Unido. Com esta presença estrangeira, pela primeira vez em sua história o Japão se viu ocupado por um poder externo.1

O Tratado de Paz de São Francisco, assinado a 8 de setembro de 1951, marcou o fim da ocupação pelos Aliados, e após sua ratificação em 28 de abril de 1952, o Japão voltou a ser um Estado independente.

Referências

Veja tambémeditar | editar código-fonte

Galeria de imagenseditar | editar código-fonte


Ícone de esboço Este artigo sobre História do Japão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.







Creative Commons License