Operação Sedan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

37° 10′ N 116° 2′ W

a explosão do Sedan.
a cratera Sedan.

A Operação Sedan foi uma Operação dos Estados Unidos da América, contou com apenas um dispositivo: o Sedan, com objetivo de usar armas termonucleares para escavar grande quantidade de terra em pouco tempo, e também testar os efeitos de uma arma desse tipo no sub-solo. Os testes foram realizados em 1962, ocorrendo uma grande desavença entre os moradores próximos ao teste ao governo por causa da contaminação pela radiação.

O teste gerou a maior cratera artificial dos Estados Unidos da América, sendo atualmente uma das maiores crateras nucleares do mundo,teste realizado perto da Área 51.

O dispositivo foi colocado do sub-solo por um cabo de aço a 194 metros abaixo do solo, foi tudo patrocinado pelo Laboratório Nacional Lawrence Livermore. A explosão gerou 104 quilotons e moveu 11 000 000 toneladas de terra do lugar, formando uma cratera de 390 metros de diâmetro e 100 metros de de profundidade.

Conclusãoeditar | editar código-fonte

Foi concluído que as armas poderiam ser usadas para destruir rapidamente: Portos, minas ao céu aberto, lagos, usinas hidroelétricas (criando cataratas ao desviar água de rios para a cratera), etc.








Creative Commons License