Revolução das Tulipas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Askar Akayev foi o presidente quirguiz derrubado pela Revolução das Tulipas.

Revolução das Tulipas (ou da Tulipa) foi um movimento democrático no Quirguistão, apoiado pelos Estados Unidos, e que derrubou, em 24 de março de 2005, o presidente Askar Akayev, que estava no poder desde 19901 . Com a revolução, assumiu o poder o político de oposição Kurmanbek Bakiyev, com o apoio de Roza Otunbayeva.

A Revolução das Tulipas fez parte das chamadas Revoluções de Cores, que depuseram governantes em repúblicas da Europa Oriental e Ásia Central. O nome do movimento quirguiz deveu-se à afirmação do presidente Akayev, de o Ocidente estaria orquestrando uma "Revolução das Tulipas" no país, em analogia às outras revoluções na região.2

Em 7 de abril de 2010, Bakiyev foi deposto por líderes oposicionistas pelos mesmos motivos que pautaram a queda do seu antecessor, quais sejam, nepotismo, corrupção, pouca habilidade para enfrentar uma inflação galopante e a repressão aos movimentos oposicionistas do país.3 4 A histórica influência russa na região, especialmente pela oferta de energia do país, ficou mais explícita neste episódio, já que os russos foram os primeiros a reconhecer a mudança em Bisqueque e os líderes oposicionistas planejam a retirada da base militar dos Estados Unidos que está instalada no país perto da base militar russa.4

Referências

Ligações externaseditar | editar código-fonte

Ícone de esboço Este artigo sobre o Quirguistão é um esboço relacionado ao Projeto Ásia. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.







Creative Commons License