Samoa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Abril de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Malo Sa'oloto Tuto'atasi o Samoa
Estado Independente de Samoa
Bandeira de Samoa
Brasão de Armas de Samoa
Bandeira Brasão de armas
Lema: "Fa'avae i le Atua Samoa (Samoa se baseia em Deus)"
Hino nacional: The Banner of Freedom
Gentílico: samoano(a)

Localização de, da Samoa

Capital Apia
13° 50' S 171° 45' O
Cidade mais populosa Apia
Língua oficial Inglês, Samoano
Governo República parlamentarista
 - O le Ao o le Malo Tuiatuia Tamese Efi
 - Primeiro-ministro Tuila'epa Sailele Malielegaoi
Independência da Nova Zelândia 
 - Data 1º de janeiro de 1962 
 - Constituição 1962 
Área  
 - Total 2.831 km² (166.º)
 - Água (%) 0,3%
População  
 - Estimativa de 2007 176.287 hab. (175.º)
 - Densidade 60 hab./km² (113.º)
PIB (base PPC) Estimativa de 2007
 - Total US$ 1.218 (173.º)
 - Per capita US$ 1,821 (1,821.º)
IDH (2007) 0,7021  (94.º) – médio
Moeda Tala (WST)
Fuso horário UTC +132
 - Verão (DST) UTC +14
Clima Tropical
Org. internacionais Banco Mundial, Comunidade Britânica, FMI, ONU
Cód. ISO WSM
Cód. Internet .ws
Cód. telef. +685
Website governamental www.govt.ws

Mapa de, da Samoa

Samoa, oficialmente Estado Independente de Samoa ou da Samoa, antigamente chamada Samoa Ocidental, é um Estado soberano da Polinésia, constituído pelas duas ilhas ocidentais (e maiores) das Ilhas Samoa: Savai'i e Upolu. O seu vizinho mais próximo é a Samoa Americana, a leste, e os restantes são Tonga a sul, Tuvalu a noroeste, Wallis e Futuna a oeste e Tokelau a norte. A capital é Apia.

Samoa conseguiu sua independência da Nova Zelândia em 1962; entre 1918 e 1945, a ilha foi território alemão, embora administrado pela Nova Zelândia, segundo decreto da Liga das Nações. No entanto, com o fim da Segunda Guerra Mundial, havia passado a ser território neozelandês.

Históriaeditar | editar código-fonte

No ano de 1962, Samoa Ocidental tornou-se a primeira nação sub-oceânica independente, passando a ter dois reis por um longo período. No entanto, no ano seguinte, com a morte de Tapua Tamasese Meaole, Malietoa Tanumafili II tornou-se chefe de Estado vitalício. Em 1997, foi aprovada a mudança de nome para Samoa. A decisão desagrada à Samoa Americana, território dos Estados Unidos, cujo parlamento decide seguir chamando o vizinho de Samoa Ocidental.

Em 2011 pulou o dia 30 de dezembro e passou para o lado ocidental da Linha Internacional de Mudança de Data.3 4 5 6 7

Geografiaeditar | editar código-fonte

As ilhas de Samoa situam-se no sul do Oceano Pacífico, entre o Havai e a Nova Zelândia. Este estado é constituído pelas ilhas Savai'i e Upolu, separadas pelo estreito de Apolima, e por mais sete pequenas ilhas.

São ilhas de origem vulcânica, sendo de registar as erupções de 1902 e 1911. De relevo montanhoso, tem florestas muito densas e rios de curso rápido. O seu ponto mais alto tem 1.857m, e designa-se por Mauga Silisili.

Os principais recursos naturais são as madeiras e o peixe, cuja atividade foi apoiada pela ONU, tornando-se numa importante indústria exportadora.

Samoa tem um clima tropical, sendo úmido de Dezembro a Abril, e seco e frio nos restantes meses.

Demografiaeditar | editar código-fonte

O estado independente de Samoa tem população de 187 mil habitantes, segundo dados de 2007. Destes, 93% são samoanos e 7% são descendentes de polinésios e europeus. Grande parte da população do país vive nas duas maiores ilhas - Upolu e Savai'i - onde está a capital, Ápia, que tem mais de 40 mil habitantes. Segundo pesquisas recentesvago, 77% da população vive no campo e apenas 1,4% da população é analfabeta.

A densidade demográfica de Samoa é estimada em 66 hab./km2. No período 2000-2005, o crescimento demográfico registrado foi de 0,97%. A taxa de fecundidade é relativamente alta, de 4 filhos por mulher. A expectativa de vida no país é considerada boa, sendo de 68,4 anos para os homens e 74,7 anos para as mulheres.

Religiãoeditar | editar código-fonte

A liberdade religiosa encontra-se garantida pela Constituição de 1997 e, na prática, também é respeitada pelo Governo, o qual pune todos os atos de perseguição ou de discriminação. Não existe nenhuma religião do Estado, embora a introdução da Constituição descreva o país como "um estado independente baseado em princípios cristãos e nas tradições e costumes samoanos". As cerimônias públicas são geralmente precedidas de uma oração partilhada. Aos grupos religiosos é permitido trabalhar sem nenhum reconhecimento formal. A instrução religiosa específica não é providenciada nas escolas. Cada fé pode gerir as suas próprias escolas e incluir a instrução religiosa no seio do horário escolar. Nas aldeias e pequenas vilas, existe uma forte pressão social para que toda a gente tome parte nas cerimônias e atividades religiosas da comunidade e para que todas as famílias contribuam para as necessidades financeiras dos líderes e das atividades da igreja local. Esta contribuição pode chegar a 30% do rendimento familiar. No entanto, desde o ano 2000, não houve nenhum relatório que refira que as comunidades tenham banido os que praticam um ateísmo que difere daquele praticado pela maioria.

Segundo recenseamento realizado em 2001, aproximadamente 98% dos Samoanos são cristãos (65,9% Protestantes, 19,6% Católicos e 12,7% Mórmons) divididos entre muitas igrejas diferentes, incluindo: Igreja Cristã Congregacional de Samoa 35,5%, Igreja Católica Apostólica Romana 19,6%, Igreja Metodista 15%, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias 12,7%, Assembleias de Deus 10,6%, Igreja Adventista do Sétimo Dia 3,5%, Centro de Adoração 1,3%, Testemunhas de Jeová 0,25% e 0,8% não especificado. A fé Bahá'i também marca presença no arquipélago. O Chefe de Estado até 2007, Sua Alteza Malietoa Tanumafili II, se converteu à fé Bahá'í. Samoa recebeu uma das sete Casas de Adoração Bahá'í do mundo, concluída em 1984 e dedicada pelo Chefe de Estado. Está localizado em Tiapapata, 8 km (5 milhas) de Apia.

Políticaeditar | editar código-fonte

Em maio de 2007 o monarca Malietoa Tanumafili II morre, depois de permanecer 45 anos no poder. Após sua morte, seguindo a Constituição do país, em junho o parlamento elegeu Tuiatuia Tamasese Efi como novo chefe de Estado, para um mandato de cinco anos.

Subdivisõeseditar | editar código-fonte

Samoa está dividida em 11 distritos, a saber:

  1. A'ana
  2. Aiga-i-le-Tai
  3. Atua
  4. Fa'asaleleaga
  5. Gaga'emauga
  6. Gaga'ifomauga
  7. Palauli
  8. Satupa'itea
  9. Tuamasaga
  10. Va'a-o-Fonoti
  11. Vaisigano

Economiaeditar | editar código-fonte

A economia de Samoa sempre foi dependente das exportações agrícolas e das divisa enviadas por seus cidadãos residentes no exterior, assim como da ajuda externa. Quase dois terços da população dedica-se à agricultura, sendo a atividade mais importante a exportação de copra.

O setor industrial está dedicado quase na sua integridade à transformação de produtos agrícolas. O setor que mais tem crescido é o do turismo, que na atualidade oferece emprego a uns 15% da população. Cerca de 150 mil turistas visitaram as ilhas em 2008.

Referências

Ver tambémeditar | editar código-fonte

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Samoa
Bandeira de Samoa Samoa
Bandeira • Brasão • Hino • Cultura • Demografia • Economia • Geografia • História • Ilhas • Portal • Política • Subdivisões • Imagens








Creative Commons License