Santa Cruz (Rio Grande do Norte)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Santa Cruz
"Cidade Santuário, Cidade de Santa Rita de Cássia"
Bandeira de Santa Cruz
Brasão de Santa Cruz
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 30 de Novembro
Fundação 1831
Gentílico santacruzense
Prefeito(a) Fernanda Costa Bezerra (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Santa Cruz
Localização de Santa Cruz no Rio Grande do Norte
Santa Cruz está localizado em: Brasil
Santa Cruz
Localização de Santa Cruz no Brasil
06° 13' 44" S 36° 01' 22" O06° 13' 44" S 36° 01' 22" O
Unidade federativa  Rio Grande do Norte
Mesorregião Agreste Potiguar IBGE/2008 1
Microrregião Borborema Potiguar IBGE/2008 1
Municípios limítrofes Tangará, São Bento do Trairi, Lajes Pintadas, Campo Redondo, Japi
Distância até a capital 111 km2
Características geográficas
Área 624,390 km² 3
População 36 477 hab. (RN: 11º) –  IBGE/20124
Densidade 58,42 hab./km²
Clima Tropical semi-árido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,635 (RN: 37°) – médio PNUD/2010 5
PIB R$ 141 764,110 mil IBGE/20086
PIB per capita R$ 4 077,31 IBGE/20086
Página oficial

Santa Cruz é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Norte. Localiza-se a 115 km da capital do estado Natal, a qual se liga através da BR-226. O municipio é mais conhecido por ser terra do Estátua de Santa Rita de Cássia, maior estátua religiosa da América Latina.

De acordo com o censo realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) no ano 2012, sua população é de 36.477 habitantes. Área territorial de 624,390 km².

Históriaeditar | editar código-fonte

Em 1831, José Rodrigues da Silva, proprietário da Fazenda Cachoeira aliou-se aos irmãos João da Rocha e Lourenço da Rocha ( conhecidos na cidade como os irmãos Rocha), novos donos de terras na localidade de Malhada do rio Trairi, povoado de Santa Rita da Cachoeira. A escolha do local para a implantação do núcleo populacional foi feita porque na localidade de Cachoeira não havia água suficiente para suprir as necessidades de uma população.

Logo, muitas casas surgiram, de forma alinhada, em torno da capela construída em homenagem a Santa Rita de Cássia, a qual José Rodrigues era devoto. O povoado foi mudando de nome com o passar dos anos. Depois de Santa Rita da Cachoeira, mudou para Santa Cruz da Ribeira do Trairi e por último, para Santa Cruz.

Há uma lenda que justifica a origem do vínculo de Cruz aos nomes dados ao lugar, contada em diversas versões pelos habitantes do município: um missionário, ouvindo falar que os habitantes das ribeiras do rio Trairi sofriam as inclemências das secas, bem como ataques de animais ferozes e que entre eles havia lutas e rivalidades, resolveu visitar o povoado. Chegando lá, mandou fazer uma grande cruz com os ramos de uma árvore chamada inharé. Em frente a capela, um enorme buraco foi aberto e o missionário ordenou que nele todos jogassem suas armas, cobrissem o buraco com terra e ali fincassem a cruz. Então, disse o missionário — “virá um padre, muito estimado, que mandará retirar esta cruz para um monte; não consintam, pois esta é a Santa Cruz do Inharé”. Contam ainda que a árvore inharé era sagrada e que atraía toda sorte de males quando seus ramos eram quebrados. Depois que o missionário ergueu a cruz de Inharé, os malefícios cessaram, as fontes jorraram água e os animais tornaram-se mansos. No ano de 1835, com o nome de Santa Cruz da Ribeira do Trairi, tornou-se distrito.

A luta para transformar o distrito em município contou com a participação fundamental do padre Antônio Rafael Gomes de Melo, do Tenente coronel Ivo Abdias Furtado de Mendonça e Menezes e dos fazendeiros Trajano José de Faria e Félix Antônio de Medeiros. Desmembrado do município de São José de Mipibu, no dia 11 de novembro de 1876, o distrito de Santa Cruz da Ribeira do Trairi, tornou-se município.

Em 1890, passou a ser chamado simplesmente de Santa Cruz.


Lista de Canais Analógicos na cidade de Santa Cruzeditar | editar código-fonte

05 VHF (TV Ponta Negra) (SBT Estadual)


09 VHF (Rede Tropical) (Rede Record Estadual)


13 VHF (Inter TV Cabugi)(Rede Globo Estadual)


17 UHF (Sim TV) (Rede TV Estadual)


22 UHF (TV União) (TV União Estadual)


51 UHF (RIT)(RIT Estadual)



Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. FEMURN. Distâncias dos Municípios do Rio Grande do Norte a Natal-RN. Página visitada em 3 de março de 2011.
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  4. ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO RESIDENTE NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS COM DATA DE REFERÊNCIA EM 1º DE JULHO DE 2012 (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (30 de agosto de 2011). Página visitada em 31 de agosto de 2012.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 31 de agosto de 2013.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.

http://www.portalbsd.com.br/novo/terrestres_channels.php?channels=987

Ligações externaseditar | editar código-fonte


Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Norte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.







Creative Commons License