Shania Twain

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde março de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Shania Twain
Shania Twain no Juno Awards em 2011
Informação geral
Nome completo Eilleen Regina Edwards
Também conhecido(a) como Shany, Primeira-dama da música Country
Nascimento 28 de agosto de 1965 (48 anos)
Origem Windsor, Ontário
País  Canadá
Gênero(s) Country,

pop, Country Pop

Instrumento(s) voz, guitarra clássica, Piano e baixo
Período em atividade 1993- atualmente
Gravadora(s) Mercury Records
Afiliação(ões) Dolly Parton, Alison Krauss, Elton John, Mark McGrath, Anne Murray, Avril Lavigne, Celine Dion, Michael Bublé, Lionel Richie
Influenciado(s) Avril Lavigne, Taylor Swift, Paula Fernandes
Página oficial www.shaniatwain.com

Shania Twain nome artístico de Eilleen Regina Edwards (Windsor, 28 de agosto de 1965) é uma cantora, produtora, escritora e compositora canadense de música Country e música Pop.1

Começou sua carreira musical no início da década de 1990 com seu primeiro álbum intitulado Shania Twain (1993), subiu à fama com o álbum de 1995 "The Woman in Me" e obteve um reconhecimento mundial com o álbum de 1997 Come on Over, que se tornou o álbum mais vendido por uma artista feminina em todos os tempos, e o álbum country mais vendido da história da música. O seu quarto álbum de estúdio intitulado Up! foi lançado em 2002 e até a data vendeu 22 milhões de cópias.1 Atualmente está com seu quinto álbum de estúdio já em pré-produção porém sem data exata de lançamento.

Indicada para 18 prémios Grammy sendo vencedora de cinco, Shania Twain obteve grande sucesso ao misturar Country com Pop. Shania alcançou muito sucesso como compositora e como cantora, tendo ganho 27 prémios BMI Songwriter. Ela é a única mulher que possui três Discos de Diamante consecutivos certificado pela RIAA, e três álbuns certificados de Diamante Duplo pela Music Canada. Shania já vendeu mais de 85 milhões de discos no mundo todo, sendo 48 milhões só nos Estados Unidos, tornando-se assim a 6ª artista feminina que mais vendeu discos naquele pais, é também a segunda maior artista feminina do Canadá (atrás somente da companheira canadense Celine Dion). Mais recentemente Shania lançou um documentário para a OWN, intitulado Why Not? with Shania Twain.2 Em homenagem à sua brilhante carreira ela recebeu a 2 de junho de 2011, uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood. Shania também lançou a 12 de junho a sua nova música "Today is Your Day" e a sua autobiografia a 3 de maio do mesmo ano, intitulada From This Moment On, tendo entrado para a lista de best-sellers do New York Times.3 Shania está entre os artistas que mais venderam discos em todos os tempos.

Biografiaeditar | editar código-fonte

Infância e início de carreiraeditar | editar código-fonte

Eilleen Regina Edwards nasceu a 28 de agosto de 1965 em Ontário no Canadá. O nome Eilleen veio da sua avó irlandesa da parte da mãe, Eileen Morrison, e Regina, depois da mãe do seu pai biológico, Regina Edwards. A avó de Shania, Eileen, nasceu no condado de Kildare, na Irlanda, de pais ingleses chamados Lottie Reeves, do País de Gales, e Frank Pierce, da Inglaterra. Enquanto a avó de Shania, Eileen Morrison, ainda era pequena, os Pierces migraram para Piney, Manitoba, para começar na agricultura. Quanto à família Edwards não se sabe muito, apenas que eles tinham antecedentes mistos de francês-canadiano e nativo índio.1

Eilleen ainda era bebê quando o seu pai biológico Clarence Edwards abandonou a família. A mãe, Sharon queria recomeçar, então fez as malas de Shania (na altura com dois anos) e da sua irmã mais velha e viajou 800 km até Timmins em Ontário, e foi nessa rústica cidade que Sharon conheceu e se casou com Jerry Twain, um índio Ojibway. Foi nesta altura que Shania ficou com o sobrenome Twain. Sharon não tinha aspirações musicais, mas via um futuro promissor para Eilleen por isso quando Shania ainda era menor de idade, os seus pais levavam-na a cantar aos bares da cidade, mas suas performances noturnas foram um grande treino e ajudaram a por comida na mesa. Shania cresceu num lar marcado pela musicalidade e dança. Ela costuma dizer que muitas vezes que na sua infância, faltava comida em casa, devido à condição financeira da família, mas não faltava música, o pai de Shania recusava a ajuda do governo e como conseqüência a família passou por momentos difíceis.

Momentos esses que incluíram fome, Shania mencionou no seu livro que usava sacos de pão nos pés quando a família não tinha dinheiro para comprar calçado apropriado para o inverno4 e violência doméstica, Jerry agredia Shania e Sharon de uma forma brutal e desumana.4

Aos oito anos de idade, Shania foi convidada para cantar num clube local onde cantava temas de artistas country como Waylon Jennings, Tammy Wynette, e Willie Nelson. Foi aí que sua paixão pela música aumentou ainda mais. Na adolescência, apresentava-se em concursos de rádios e televisões locais.5 Enquanto Shania seguia a carreira musical, o seu pai sobrevivia, mas no começo da década de 1980 ele encontrou finalmente um trabalho que gostava. Jerry começou um pequeno negócio familiar de reflorestamento. A 1 de novembro de 1987, os seus pais voltavam de carro de uma plantação quando numa curva um trator cheio de madeira vinha em contramão. Com a colisão eles morreram na hora. Shania mais recentemente revelou que após a morte do seu pai o perdoou pela violência e abusos passados.5

Após o funeral, Shania interrompeu a carreira musical, a irmã mais velha já tinha família, por isso Shania assumiu a responsabilidade de criar os três irmãos mais novos.5

Shania procurou a ajuda de uma amiga da família: Mary Bailey, uma cantora country canadense que a convenceu a não desistir da carreira. Shania mudou-se para Huntsville para trabalhar num resort. Mas a mudança para Huntsville foi difícil para Shania e para os seus irmãos, numa casa sem eletricidade, sem água canalizada, mas Shania foi sobrevivendo.5

Após quatro anos no Deerhurst resort, Shania estava pronta para avançar na carreira. Quando os irmãos se formaram Shania afirmou: “ Sinto-me uma mulher de 45 anos aos 21”. E finalmente Shania pôde avançar e começar a tratar da sua vida e foi para Nashville.5

E foi no Canadá que o seu talento foi descoberto, Marie Bailey tornou-se a empresária de Shania e convenceu um advogado de renome de artistas a vir de Nashville para confirmar o futuro musical de Shania.5

1993–1994: Shania Twaineditar | editar código-fonte

Em 1993 havia um grande interesse em música country e Shania foi um dos muitos artistas contratados na época, antes de assinar o nome no contrato de gravação, ela precisou alterá-lo. Então ela tornou-se Shania Twain, um nome Ojibway que significa "Estou no meu caminho".5

Shania lançou o primeiro álbum intitulado Shania Twain em 1993, o disco não continha músicas próprias, só de outras pessoas, o álbum vendeu inexpressivas 100 mil cópias, mas foi apenas o inicio. O disco não tocou na rádio, não vendeu bem, para todos os efeitos aquele disco era o fim da carreira de Shania. Mas a sorte de Shania iria mudar, rejeitada pelas rádios, ela levou a sua música para a televisão. Uma grande mudança abalou a música popular, o MTV entrou no ar e não bastava cantar bem era preciso ter um bom visual e Shania Twain tinha-o, ficava muito bem nas câmaras.5

Shania no início da década de 1990 decidiu "por o pé na estrada". Em 1993, percorreu rádios e gravadoras com uma fita "demo" do seu trabalho. Neste ano, um famoso produtor local, Robert John "Mutt" Lange viu um clip de Shania e declarou que ficou fascinado. Não só pelo trabalho, mas por Shania. Os dois casaram-se em dezembro do mesmo ano.5

1995-1996: The Woman in Meeditar | editar código-fonte

O segundo disco “The Woman in Me” obteve sucesso; foi o álbum country mais caro da história, os custos foram tão altos que a gravadora teve receio de financiá-los, a gravadora queixou-se que o dinheiro tinha estoirado e Mutt deu um cheque à gravadora, ele queria que fosse o melhor disco já gravado. As músicas de Shania falam sobre a força feminina, deram uma nova cara às antigas músicas country.5

Lange e Twain trabalharam juntos no segundo álbum "The Woman in Me", que produziu o primeiro grande sucesso de Shania "Any Man of Mine". O álbum liderou a lista de álbuns country mais vendidos por meses, alcançando o número cinco na Billboard 200 dos álbuns mais vendidos nos Estados Unidos. Até 2007, estimava-se que o álbum teria vendido 13 milhões de cópias somente nos Estados Unidos pelo o que foi concedido doze discos de platina pela RIAA. The Woman in Me ganhou o prêmio de melhor álbum country no Grammy em 1996.

1997–2001: Come On Overeditar | editar código-fonte

Após a venda recorde do álbum The Woman in Me, Shania enfrentou a pressão de produzir outro mega-sucesso, a fasquia era alta, mas a artista ultrapassou todas as expectativas, “The Woman in Me” vendeu 12 milhões de cópias, mas depois veio Come on Over com mais de 19 milhões de cópias vendidas. Come on Over, foi o disco mais vendido por uma mulher em qualquer gênero musical. Em 1998, Come On Over vendeu na primeira edição 14 milhões de cópias, o que rendeu a cantora canadense, além de outras várias premiações do mercado, o registro no Guiness Book como um dos cinco álbuns mais vendidos no lançamento.5

Come On Over foi o álbum que estabeleceu-a como uma cantora de enorme sucesso. Nunca atingiu a primeira posição, mas produziu os hits "You're Still the One", "Don't Be Stupid", "You've Got a Way", "Man! I Feel Like a Woman", "That Don't Impress Me Much" e "From This Moment On".

O álbum ficou nas paradas para os próximos dois anos, passando a vender mais de 41 milhões de cópias pelo mundo, tornando-o o álbum mais vendido de todos os tempos por um músico do sexo feminino 6 É também o sexto álbum mais vendido por qualquer de artista nos EUA. As canções do album ganharam quatro prêmios Grammy durante nesta época, incluindo Melhor Canção Country e Melhor Performance Feminina Country (por "You're Still the One" e "Man! I Feel Like a Woman!") para Twain. Lange ganhou o Grammy por "You're Still the One" e "Come on Over".

A consolidação de Shania Twain no pop comercial foi evidente em sua aparição na primeira edição de 1998 das Divas VH1, um concerto onde ela cantou ao lado de Mariah Carey, Celine Dion, Gloria Estefan e Aretha Franklin, e também pela sua exibição em Behind the Music no VH1 em 1999, que concentrou-se nos aspectos trágicos da sua vida precoce, bem como à atratividade física e resistência no início em Nashville.

Em maio de 1998, Twain começa sua primera turnê de concertos, no Come On Over Tour. Os concertos foram bem recebidos pelo público, obtendo bons resultados comerciais.

Shania sempre foi maternal tomava conta dos seus irmãos após a morte dos pais, por isso quando Shania se tornou mãe, ninguém ficou surpreso, ela deu à luz um menino: Eja D’Ângelo a 12 de agosto de 2001.5

2002–2003: Up!editar | editar código-fonte

Após ter feito uma pausa na carreira para dar a luz o filho de nome Eja D'Ângelo Edwards Lange, Shania voltou ao mercado fonográfico com a série de álbuns intitulados "Up!".5

Em novembro de 2002, depois de consolidar-se como um artista internacional lança Up!, um álbum que levou cinco anos para gravar e que ficaria cinco semanas no topo das paradas dos EUA, estreando em número um com 874 mil cópias vendidas apenas na primeira semana. Em todo o mundo, o sucesso foi notável embora mais modesto do que o seu anterior Come On Over. Em 2003, iniciou uma segunda turnê, mas desta vez em todo o mundo, realizando nos Estados Unidos, Canadá, Europa e Austrália.

2004–2010: Greatest Hits e o novo albumeditar | editar código-fonte

Shania Twain, em Wembley, Reino Unido, 16 de fevereiro de 2004.

Em 2004, ela lançou o álbum Greatest Hits, com três novas faixas. A partir de 2008, vendeu mais de quatro milhões de cópias nos Estados Unidos. O single "Don't" fez Top 20 em Adult Contemporary.

Em agosto de 2005, ela lançou o single "Shoes" da trilha sonora de Desperate Housewives.

Em junho de 2009, Shania escreveu uma carta aos seus fãs, explicando o motivo do atraso de seu próximo álbum.

Shania participou no American Idol e também foi convidada a ser representante de Timmins nas Olimpíadas de Inverno em 2010.

2011 – atualmente: O Retornoeditar | editar código-fonte

A 8 de maio de 2011, Shania decidiu revelar um pouco mais da sua vida, num documentário para a OWN intitulado Why Not? With Shania Twain, que abordou alguns aspectos da vida pessoal da cantora e irá acompanhá-la de volta ao topo e permitirá ajudar Shania a voltar aos palcos, depois de ter perdido a voz devido a um problema de saúde chamado disfonia que a cantora está a tentar ultrapassar.

A 3 de maio de 2011, Shania lançou a sua autobiografia, intitulada: "From This Moment On". A Autobiografia aborda todos os assuntos da vida de Shania, com umas verdades chocantes, segundo Shania o livro não é recomendado a menores de 16 anos devido ao conteúdo.7 O livro entrou para a lista de best-sellers do New York Times.3

Em 8 de junho de 2011, em uma conferência no Country Music Hall of Fame, em Nashville, Shania anunciou que estará realizando no Caesars Palace em Las Vegas, por durante 2 anos uma agenda de shows entitulada "Still the One", que começará no dia 1º de dezembro de 2012.

Shania lançou a 12 de junho a sua nova música "Today is Your Day", a música é produzida por Shania e Nathan Chapman e é o primeiro single do seu próximo quinto álbum de estúdio.8 Mais recentemente, Shania gravou alguns duetos. Um dueto de "Endless Love" com Lionel Richie para o álbum de inverno do mesmo chamado "Tuskegee"9 e um dueto da canção "White Christmas" com Michael Bublé para o novo àlbum de natal de Michael.10

Em 26 de setembro de 2012, em uma entrevista exclusiva para a Up! Magazine, Shania disse que atualmente está se dedicando exclusivamente para a sua agenda de shows em Las Vegas e que ainda não estava fazendo um novo album.

Em 20 de outubro de 2013, na entrevista para a revista Hello! Canadá, Shania divulgou que está mais segura e a vontade com seu show em Las Vegas e já tem suas musicas compostas para seu novo álbum, que já está em pré-produção, porém que ainda não tem produtor e nem data definida para o lançamento.

Why Not? With Shania Twaineditar | editar código-fonte

Why Not? With Shania Twain (Por que não? com Shania Twain) é um documentário íntimo da incrível jornada da superstar da música que, pela idade de 21 anos, havia sobrevivido a uma infância de pobreza e à perda dos seus pais num acidente devastador. Ela tornou-se a artista feminina que mais vendeu na história da música Country. Então, no auge da carreira, Shania foi apanhada de surpresa por uma traição que causou a ruptura do seu casamento de 14 anos. Agora, ela abre-se sobre as mudanças na sua vida após a separação e a forma de como irá voltar. Seguiremos Shania e veremos como ela recomeça a voltar para a música através de uma jornada pessoal cheia de riscos, revelações e aventuras inesperadas.11

Em Why Not?, Shania sai numa viagem de cura, de partilha e redescobrindo a sua voz. Ela volta à sua casa de infância em Timmins, Ontário do norte com sua irmã, Carrie Ann, para revisitar as memórias da sua adolescência e relembrar a morte chocante dos seus pais. Depois ela continua a sua jornada com seus membros da banda e confidentes mais próximos onde irá sair da sua zona de conforto atravessando o país numa aventura.11

Ao longo do caminho, Shania irá reúnir-se com médicos vocais e treinadores, bem como um conselheiro para trabalhar o componente emocional da sua limitação vocal. Ela também se vai reunir com pessoas e famílias que tiveram dificuldades semelhantes à dela nas suas vidas - incluindo uma mulher que teve um caso com o marido da sua melhor amiga - e irá ter conversas íntimas com especialistas na indústria da música como Gladys Knight, Lionel Richie e David Foster, que fornecerão orientação e inspiração, enquanto ela tenta recuperar a sua voz e ser capaz de subir ao palco novamente. 12

Las Vegaseditar | editar código-fonte

No dia 1º de dezembro de 2012, a cantora iniciou uma agenda de shows (Shania, Still the One), que durará dois anos, em Las Vegas, no Colosseum do Ceasars Palace. O anúncio foi feito no dia 8 de junho de 2011, e foi transmitido ao vivo pelo site oficial. Ingressos podem ser adquiridos pelo site www.shaniainvegas.com. Os ingressos variam de U$ 55 (dólares) a U$ 1.500 (dólares), sendo que os mais caros dão direito a conhecer Shania Twain pessoalmente, além dos melhores lugares no evento. Artistas como Celine Dion, Cher, Elton John e Rod Stewart já se apresentaram no Ceasars Palace.13

No dia 07 de abril de 2013, ocorreu a 48ª entrega dos prêmios da Academia de Música Country em Las Vegas, ocasião onde Shania entregou o prêmio máximo da noite, o Artista do Ano ao vencedor Luke Bryan.

Vida pessoaleditar | editar código-fonte

Shania Twain em concerto, 2004.

Shania Twain casou-se com o produtor musical Robert Lange em 28 de dezembro de 1993 e tiveram um filho chamado Eja D'Angelo, que nasceu em 12 de agosto de 2001. Em 15 de maio de 2008, um porta-voz da Mercury Nashville anunciou que Twain e Lange se separaram após 14 anos de casamento.14 15 O casal anunciou publicamente o divórcio, motivado pela descoberta por Shania de caso extraconjugal de "Mutt" com uma ex-secretária sua: Marie-Anne Thiébaud.

Dois anos depois de anunciar sua separação, a cantora Shania Twain se divorciou do produtor Robert "Mutt" Lange. O processo de divórcio, como mostrado por documentos oficiais, foram resolvidos em 9 junho de 2010 na Suíça; e inicia um romance com Frédéric Thiébaud,16 ex-marido de Marie-Anne.

No mesmo ano, Shania envolveu-se num projeto social o Shania Kids Can, um projeto que ela criou para ajudar as crianças.

Após o divórcio atribulado, Shania casou-se a 1 de janeiro de 2011 em Rincón, Puerto Rico, com Frédéric Thiébaud.

Acções de beneficênciaeditar | editar código-fonte

Shania contribui para o Second Harvest Food Bank desde 1997. Participa também no programa Kids Café também do Second Harvest Food Bank. Em 1996, Shania escreveu o tema "God Bless the Child" e lançou uma versão especificamente para angariar dinheiro para o Kids café e para o programa "Breakfast for learning" da fundação Canadian Living. Quando Shania lançou o perfume "Shania by stetson", lançou uma edição especial da qual os lucros reverteram a favor da fundação "National Breast Cancer" dos E.U.A e do Canadá.17

Discografiaeditar | editar código-fonte

Álbuns de estúdio

Turnês mundiaiseditar | editar código-fonte

Prêmios e indicaçõeseditar | editar código-fonte

Estrela de Shania Twain na Calçada da Fama do Canadá.

Shania Twain já ganhou mais de 200 prêmios e honrarias durante a sua carreira, foi nomeada para 18 Grammys tendo ganho 5 Grammys, dentre esses estão:

  • Prêmio Entertainer of the Year 1999 no Country Muisic Awards e no Academy of Country Music, sendo o primeiro cidadão não-americano a ganhar esse prêmio (a categoria Entertainer of the Year é o mais importante prêmio que um artista country poderia receber).
  • Shania ficou no Top 7 no Country Music Television entre as 40 maiores mulheres da musica Country, eleita em 2002
  • Em 2003 Shania entrou para a Calçada da Fama do Canadá.
  • Em 2005 Shania foi investida como oficial da Ordem do Canadá.
  • A cidade de Timmins (localizada em Ontário no Canadá, onde Shania viveu durante toda a sua infancia), rebatizou uma das ruas principais em homenagem a ela, lhe deu a chave da cidade, e construíram a Shania Twain Centre em sua honra.
  • Shania foi honrada no Juno Awards com um prêmio especial, sendo introduzida no Canadian Music Hall of Fame em 27 de março de 2011.
  • Em 2 de junho de 2011, Shania recebe sua estrela na Calçada da Fama de Hollywood, sua estrela é a 2442 ª na Calçada da Fama, na categoria gravação.

Banda "The Fabulous Falls"editar | editar código-fonte

Composição

Estréia premiadaeditar | editar código-fonte

O segundo álbum de Shania Twain, The Woman in Me, lançado em 1995, conseguiu um êxito não muito comum para uma boa parte dos artistas de gênero pop/country: o Grammy de Melhor Álbum do estilo e foi considerado o Álbum do ano no Country Music Awards. O sucesso desse album fez Shania ganhar troféus para o International Star (Music Awards britânico de Country), o título de Melhor Artista Feminina de Country do mundo (World Music Awards), e de nova vocalista Top Feminino (Country Music Awards).1 O trabalho rendeu a Shania também os prêmios no "American Music Award" de Melhor Cantora Country e de Cantora Country Revelação. Em 1998, apenas com o álbum Come On Over vendeu na primeira edição 14 milhões de cópias, o que rendeu a cantora canadense, além de outras várias premiações do mercado, o registo no Guiness Book como um dos cinco álbuns mais vendidos no lançamento. Shania obteve grande sucesso como compositora, ganhando 27 prêmios BMI Songwriter.

Influências do mundo inteiroeditar | editar código-fonte

Shania Twain: Up!.

Após ter dado uma parada na carreira para dar a luz o filho de nome Eja D'Angelo Edwards Lange, Shania voltou ao mercado fonográfico com a série de álbuns intitulados "Up!". Shania disse que viajou pelo mundo para fazer uma composição diferente, no mesmo estilo pop/country, mas com elementos de músicas de diversas regiões do planeta. Foram feitas gravações com músicos indianos em Mumbai, na Índia; com músicos americanos nas Caraibas; com uma orquestra de 40 músicos na Irlanda e na Itália. As canções "Ka-Ching", "I’m Jealous", "Juanita","Waiter, bring me water!", "Up!" e "I’m Gonna Getcha Good" refletem as influências destes artistas locais. Shania Twain foi uma grande influência para Avril Lavigne, Taylor Swift e a cantora brasileira Paula Fernandes que lançou em seu novo CD Multishow: Um Ser Amor músicas da Shania incluindo Man! I Feel Like a Woman e I’m Gonna Getcha Good. Desde o inicio de sua carreira Paula Fernandes canta músicas da Shania em seus mega shows, pois a considera como sua "musa inspiradora".

O Dueto do Séculoeditar | editar código-fonte

"O Dueto do Século" é assim que os fãs brasileiros estão denominando a nova parceria internacional de Shania com a cantora e compositora brasileira, Paula Fernandes.18 Em entrevista de Paula para a TV no dia 29 de novembro, o músico e instrumentista, Marcus Viana declarou que Paula estaria se preparando para mais uma parceria, desta vez com a cantora canadense, Shania Twain, a noticia foi oficialmente confirmada em 04 de dezembro pelas artistas por meio de suas páginas no facebook e sites oficiais. 19 O Dueto tem previsão de ser lançado em 2014, porém sem data confirmada.

"Ela parece uma princesa, é uma grande artista brasileira e estou impressionada porque nascemos no mesmo dia, 28 de agosto, e temos paixão por cavalos!", disse a canadense. Paula Fernandes realizou um sonho antigo. "Shania é uma grande inspiração, admiro muito o trabalho e a carreira dela. Foi um sonho realizado", frisou Paula após o encontro.20

Agitadas e baladas românticaseditar | editar código-fonte

O country de Shania passeia por canções mais agitadas, exaltando a força da mulher, como "Man! I Feel Like a Woman!", "That Don't Impress Me Much" e por baladas românticas, fazendo parte, inclusive, do tema de novelas no Brasil. "The Woman in Me", a primeira música comercial de sucesso, virou a versão "A Mulher em Mim", gravada por Roberta Miranda e "Any man of mine", canção fortemente country, a primeira canção que estourou no Brasil tendo uma versão de Sandy & Júnior, "Etc e Tal". Outras baladas românticas que se tornaram sucessos internacionais são "You've Got a Way", "You're Still The One" e "From This Moment On", que é intitulada, segundo pesquisas, como a canção mais executada em casamentos depois da imortal marcha nupcial.

Carreira como compositoraeditar | editar código-fonte

Além de compor suas próprias canções, Shania Twain também fez sucesso compondo músicas para outros grandes artistas. Ela compunha as músicas If Walls Could Talk e Goodbye's para sua amiga, a cantora canadense Celine Dion, e também compunha a canção Don't Let Me Be The Last To Know para Britney Spears que se tornou um dos primeiros sucessos da cantora. Shania também ajudou Avril Lavigne a entrar para o mundo da música, ganhando junto com ela um concurso de canto no palco, em uma promoção de uma radio local em 1998, também ajudou ela a compor algumas canções, contribuindo para o inicio da carreira de Lavigne. Shania compôs a música Shoes que ela fez para o programa de TV norte-americano Desperate Housewives em 2005, a música é cantada pela própria Shania.

Atualmente (2011) Shania está a compor as músicas do seu novo álbum em conjunto com mais dois produtores (depreende-se que um deles seja Cory Churko). Em 12 de junho de 2011 foi lançada a canção "Today Is Your Day"21 como o primeiro single de seu mais novo álbum e dando início ao seu retorno aos charts de todo o mundo.22 23

Ver tambémeditar | editar código-fonte

Referências

  1. a b c d Shania Twain. From This Moment On (em Inglês). [S.l.]: Simon & Schuster, 2011.
  2. [1]
  3. a b TIMES, New York. "Best Sellers - The New York Times, 10 de junho de 2011. Disponível em: <http://www.nytimes.com/best-sellers-books/e-book-nonfiction/list.html>. Ela voltou ao topo da música country em dezembro de 2012 assinando seu contrato de dois anos para se apresentar com seu novo show Shania Still the One nas noites badaladas de Las Vegas no Caesars Palace no mesmo palco onde apresentam-se Celine Dion, Elton John e Rod Stewart. Acesso em: 24 de junho de 2011
  4. a b [2]
  5. a b c d e f g h i j k l m EDGAR, Robin. "Shania Twain: The Biography, 4 de outubro de 2001. Disponível em: <http://www.shaniatwainbiography.com/>. Acesso em: 24 de junho de 2011
  6. [3]
  7. TWAIN, Shania. "Shania Twain, 2 de maio de 2001. Disponível em: <http://shaniatwain.com/news_archive.html?articleID=152&sectionID=1>. Acesso em: 24 de junho de 2011
  8. TWAIN, Shania. "Shania Twain, 12 de junho de 2001. Disponível em: <http://shaniatwain.com/news_archive.html?articleID=184&sectionID=1>. Acesso em: 24 de junho de 2011
  9. [4]
  10. [5]
  11. a b Winfrey, Oprah. "Oprah Winfrey Network, 8 de maio de 2011. Disponível em: <http://www.oprah.com/own-shaniatwain/Why-Not-With-Shania-Twain>. Acesso em: 25 junho 2011
  12. Winfrey, Oprah. "Oprah Winfrey Network, 8 de maio de 2011. Disponível em: <http://www.oprah.com/own-shaniatwain/Why-Not-With-Shania-Twain>. Acesso em: 25 de junho de 2011
  13. [6]
  14. Shania Twain se separa de su marido después de 14 años de matrimonio
  15. MSN news
  16. http://www.vanguardia.com.mx/shaniatwainlograeldivorcio-508497.html
  17. Twain, Shania. Entrevista. Shania Twain: A Singer with a big Heart. Good People, Good Works. Supreme Master Television Arcadia. 30 de janeiro de 2008. Página visitada em 10 de fevereiro de 2012.
  18. Você deve especificar url = ao usar a
    Predefinição:Citar web. Parâmetros disponíveis:

    {{citar web
    |url =             |ano =
    |titulo =          |mes =
    |acessodata =      |formato =
    |acessodiames =    |obra =
    |acessomesdia =    |publicado =
    |acessoano =       |paginas =
    |autor =           |lingua =
    |ultimo =          |doi =
    |primeiro =        |arquivourl =
    |autorlink =       |arquivodata =
    |coautores =       |citacao =
    |data =
    }}
    

. Página visitada em 29-11-13.

Você deve especificar url = ao usar a
Predefinição:Citar web. Parâmetros disponíveis:

{{citar web
|url =             |ano =
|titulo =          |mes =
|acessodata =      |formato =
|acessodiames =    |obra =
|acessomesdia =    |publicado =
|acessoano =       |paginas =
|autor =           |lingua =
|ultimo =          |doi =
|primeiro =        |arquivourl =
|autorlink =       |arquivodata =
|coautores =       |citacao =
|data =
}}

. Página visitada em 04-12-13.

Você deve especificar url = ao usar a
Predefinição:Citar web. Parâmetros disponíveis:

{{citar web
|url =             |ano =
|titulo =          |mes =
|acessodata =      |formato =
|acessodiames =    |obra =
|acessomesdia =    |publicado =
|acessoano =       |paginas =
|autor =           |lingua =
|ultimo =          |doi =
|primeiro =        |arquivourl =
|autorlink =       |arquivodata =
|coautores =       |citacao =
|data =
}}

. Página visitada em 03-12-13.

Ligações externaseditar | editar código-fonte

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Shania Twain









Creative Commons License