Silvino Elvídio Carneiro da Cunha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Silvino Elvídio Carneiro da Cunha, primeiro e único barão de Abiaí, (Paraíba, 31 de agosto de 1813Recife, 8 de abril de 1892) foi um político brasileiro.

Filho de Manuel Florentino Carneiro da Cunha1 , formou-se na Faculdade de Direito de Olinda em 1853.1 Foi deputado provincial durante várias legislaturas na Paraíba.1

Foi presidente das províncias da Paraíba, de 16 de abril a 11 de junho de 1869, de 17 de outubro de 1873 a 10 de abril de 1876, do Rio Grande do Norte, de 22 de março de 1870 a 11 de janeiro de 1871, de Alagoas, de 28 de maio de 1871 a 22 de dezembro de 1872, do Maranhão, de 4 de março a 4 de outubro de 1873.1

Também foi inspetor da alfândega da Paraíba, do Amazonas e do Maranhão.1 Além de Delegado de Policia, promotor público e secretário do governo, foi também Director da instrução pública e procurador fiscal da Fazenda na Paraíba. 1 Era membro do Instituto Histórico e Geográfico de Pernambuco.1

Morreu a bordo de um vapor quando esse se aproximava do litoral recifense, vindo de Olinda.1

Casou-se em 1850 com Adelina Bezerra Cavalcanti de Albuquerque, baronesa consorte de Abiaí.

Títulos nobiliárquicos e honrariaseditar | editar código-fonte

Armas do barão de Abiaí.

Recebeu a comenda da Imperial Ordem da Rosa e da Imperial Ordem de Cristo, oficial do Mérito Agrícola e da Legião de honra da França.1 Foi fidalgo cavaleiro da Casa Imperial.1

Barão de Abiaíeditar | editar código-fonte

Título conferido por decreto imperial em 18 de janeiro de 1882. Faz referência à localidade paraibana de Abiaí, posteriormente batizada como Pitimbu.

Referências

  1. a b c d e f g h i j VASCONCELOS, José Smith de; VASCONCELOS, Rodolfo Smith de. Archivo nobiliarchico brasileiro. Lausanne: Imprimerie La Concorde, 1918. 27-28 p.

Ligações externaseditar | editar código-fonte


Precedido por
Francisco Pinto Pessoa
Presidente da província da Paraíba
1869
Sucedido por
Venâncio José de Oliveira Lisboa
Precedido por
Otaviano Cabral Raposo da Câmara
Presidente da província do Rio Grande do Norte
1870 — 1871
Sucedido por
Jerônimo Cabral Raposo da Câmara
Precedido por
Silvério Fernandes de Araújo Jorge
Presidente da província de Alagoas
1871 — 1872
Sucedido por
Luís Rômulo Perez de Moreno
Precedido por
José Pereira da Graça
Presidente da província do Maranhão
1873
Sucedido por
Augusto Olímpio Gomes de Castro
Precedido por
Francisco Teixeira de Sá
Presidente da província da Paraíba
1873 — 1876
Sucedido por
Flávio Clementino da Silva Freire


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.







Creative Commons License